segunda-feira, 31 de maio de 2010

Jogos Eletônicos X Jogo de Tabuleiro

São muitas as opções de jogos eletrônicos, de fácil acesso e alguns sem custo o que facilita muito a utilização.
A Ana Luiza e a Sofia iniciaram por volta dos 3 anos com os jogos do Coelho Sabido que tem cunho educativo. A Sofia também gosta do Maternal e Jardim do Pooh, do Cocoricó e do Mickey.


Sem falar dos sites que disponibilizam diversos joguinhos. Atualmente a Sofia gosta do Discovery Kids e a Ana Luiza do Ojogos. E ainda tem as fitas de Nitendo DS e Wii. São muitos!!!!
Acontece que esses jogos todos são muito individuais, não tem a questão de ganhar ou perder e sim de se superar, a cada nova fase você se supera. Além do que, com toda essa disponibilidade de jogos, acabamos nos distanciando dos velhos e bons jogos de tabuleiro que são tão importantes para lidar com o respeito as regras, com saber perder e muitas outras questões.

Observando isso, retomamos os nossos jogos com mais frequência. A dificuldade aqui em casa, devido a diferença de idade, é ter um jogo que agrade as duas. E conseguimos isso com o Can-Can, um jogo superbarato e que nós quatro jogamos e nos divertimos juntos.







Outro que encontrei recentemente foi o Candy Land, um jogo da Hasbro, no qual a criança não precisa saber ler e apesar de ser para criança a partir de 3 anos despertou o interesse da Ana Luiza também e ainda vem com um DVD. Tem sido uma ótima opção para jogarmos os quatro (pai, mãe, Ana Luiza e Sofia) juntos.
E ainda voltamos aos quebra-cabeças, jogo da memória (esse a Sofia adora jogar comigo, pois por mais que eu me esforce ela sempre me vence), Detetive, Quest (esses dois são jogos que jogamos com a Ana Luiza). Esses momentos trazem muita interação, alegria e aprendizado. Tem sido muito bom.


Os jogos eletrônicos continuam sendo utilizados com o mesmo limite de tempo que já havíamos determinado. O que tenho feito é sugerir uma brincadeira com jogos de tabuleiro com mais frequência.

Participei de um concurso cultural promovido pelo site Kids in Rio que eu adoro. O concurso era "pequenos torcedores viajantes" e devíamos enviar uma foto da Viagem dos seus Sonhos que poderia ser publicada na edição de Junho/Julho da revista com o mesmo nome e como adoro a revista também, procuro sempre colaborar. Então, sem grandes pretensões, enviei a foto das meninas na Viagem dos Sonhos de 10 anos da Ana Luiza. E não é que ganhamos? O resultado foi publicado no Blog do Kids in Rio e o prêmio é um Nitendo DSi + 2 fitas.
Vô Iá que se deu bem porque a Sofia havia pedido para ele um Nitendo DSi de presente de aniversário de cinco anos que já está chegando. O presente já está garantido.

Assim que a revista for publicada eu vou postar a foto e a Viagem dos Sonhos de 10 anos da Ana Luzia.  

sábado, 29 de maio de 2010

Me recuperando

Estou em casa para a recuperação da cirurgia e imaginei que fosse ficar curtindo as minhas filhotas mais ainda. Que nada! Por enquanto não consigo ficar sentada por muito tempo. Fico do sofá para a cama, da cama para o sofá. Que agonia vê-las brincando e eu não poder participar.
Com a minha saída de cena temporária, o pai entrou mais em ação nas brincadeiras. Foi bom ver o trio fazendo arte. Eles fizeram alguns arranjos de flores e colocaram pedras coloridas nos vidros. A casa está toda enfeitada com flores.


O que fazer durante esse repouso?
- Muita leitura. Estou lendo para a Sofia o livro "Como contar crocodilos" que são oito histórias de animais.




- Muito filme. Estamos fazendo um Festival Harry Potter com pipoca de panela temperada com queijo parmesão. Eu não posso comer as pipocas, ? Mas as meninas se deliciam. E de um jeito gostoso e aconchegante, vamos aproveitando esses dias da melhor maneira possível.


Assim que conseguir ficar mais tempo sentada vou comentar todos os blogs amigos e que me visitaram nesse período.

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Sorteio, Movimento, Ausência Temporária

Hoje cheguei em casa e recebi o livro Juju na Cozinha do Carlota que ganhei do site Cozinha Materna  da Lu Terceiro, graças as nossas Guloseimas.



Fiquei tão, tão feliz que me animei a fazer um sorteio aqui também.
Será a primeira promoção aqui no blog. Lembram da postagem sobre o Danoniho para Plantar? Pois é, olha que kit legal que a Ana Flávia da Ketchum cedeu para ser sorteado aqui.



O prêmio vai ser este que está na imagem acima:

1 Bolsa Térmica
3 Potões do novo Danoninho para plantar.

Regras pra participar:
1- Tornar-se SEGUIDORA do BLOG.
2- Deixar um COMENTÁRIO aqui neste post  informando seu NOME, CIDADE, EMAIL. (Serão considerados para o sorteio os comentários deste post).

E pronto você já está concorrendo ao lindo kit cedido pela Ana Flávia da ketchum. O sorteio será realizado no dia 07/06/2010 e serão aceitos os comentários realizados até 06/06/2010.
Podem divulgar a promoção.

Olha, vou me ausentar por uns dias (poucos dias) pois vou fazer uma cirurgia para a retirada da vesícula. Por isso vou ficar alguns dias sem postar e sem visitar os blogs amigos. Quando retornar vou visitar todos e comentar muito. Ah, vou fazer também muitas receitinhas do livro que ganhei e postar aqui.

Enquanto isso, quem passar por aqui aproveita para aderir ao Movimento Comente Mais e deixe muitos comentários que eu vou ficar muito feliz em lê-los assim que retornar.

domingo, 23 de maio de 2010

Uma coisa puxa a outra

Eu leio bastante com a Sofia, assim como li muito com a Ana Luiza. São tantos livros infantis legais que teria que fazer um blog só para indicações de livros. Falando nisso encontrei um blog bem legal com dicas de livros, Gato de Sofá.

Entre os vários livros que lemos nessa semana um se destacou, foi a Vovó Dragão que conta as aventuras de uma menina e sua avó através da literatura infantil. Além do livro ser bem legal, ele tem na contracapa um desenho feito pela autora e ilustradora e uma dedicatória para a Ana Luiza. Sofia quis saber por que esse livro tinha o desenho de uma princesa com a cara da Ana Luiza e expliquei que fomos ao lançamento do livro e a Thais Linhares, que é a autora e ilustradora, fez o desenho e a dedicatória para a Ana Luiza.



Isso foi o suficiente para a Sofia querer ir a algum lançamento de livro. Achei ótimo porque sempre que inicio a leitura de um livro para a Sofia ela me pergunta quem escreveu e quem desenhou o livro. E foi o que fizemos, fomos ao lançamento do livro Vou Contar um Segredo de Zé Zuca que fala de medos dos adultos. O lançamento foi bem animado, com cantoria e tudo mais e a Sofia viu o autor e a ilustradora.


Chegando em casa, li o livro para a Sofia e depois ficamos conversando sobre os medos dos adultos que nós conhecemos. Foi aí que a Sofia lembrou que a Rose tem medo de cobra e concluiu: "nada a ver esse medo, né?"
Depois veio a ideia: que tal a gente fazer uma cobra para dar um susto na Rose?

Aproveitei uma ideia do blog Kids Indoors, rolos de papel higiênico e de papel toalha, barbante e tinta para fazermos a Cobra Coralina, uma cobra brasileira que está lá deitada na cama da Rose esperando para assustá-la.







Uma dica: sempre guardar os potinhos de tinta vazios, pois a grande diversão da pintura é fazer as cores misturando as tintas e os potes vazios servem para essas misturas. Aqui a Sofia fez 6 tons de verdes diferentes. Como Coralina é uma cobra brasileira, ela utilizou as cores do Brasil: verde, amarelo, azul e branco.

Aqui estão nossos momentos de fazer cores e brincar cantando.

sábado, 22 de maio de 2010

Coração Misto

Ontem a Ana Luiza veio me pedir para não jantar, ela queria lanchar e o argumento foi que era sexta-feira.
Tudo bem, abri mão do jantar e permiti o lanche na sexta à noite.
Ela me falou que iria ficar no quarto dela sozinha (ai, é a tal adolescência chegando) e que às 20h ela lancharia.

Aí me veio uma vontade de fazer uma surpresinha para ela e preparei esses Mistos Apaixonados de Corações Flechados:

Declaração de amor em forma de sanduíche

Às 20h em ponto entrei no quarto com a bandeja e a entreguei. A Ana Luiza olhou com aquela carinha de surpresa e falou:
- Obrigada, mãe. Que lindo!  (Fiquei tão feliz com a expressão dela) Posso comer?
- Claro, filha! Fiz para você lanchar.
- Você já tirou foto para colocar no blog?

Aí quem fez cara de surpresa fui eu. Logo a Ana Luiza que sempre reclamava:
- Tudo você tem que fotografar! Tudo você tem que botar no blog! Que saco!
As coisas mudaram depois que ela deu uma fuçada no blog.

*************************************************************************************

Ontem percebemos que o dentinho da Sofia está mole. É o primeiro que vai cair.
A Ana Luiza logo falou:
- Coloca no blog, mãe. (estou colocando)

Com isso lembramos que o primeiro dentinho da Ana Luiza caiu quando ela deu uma mordida na Tia Izabella e rimos um pouco com essa história que a Sofia adorou, é claro. Vamos ter que chamar a Tia Izabella muito em breve e aguardar a Fada do Dente.

Selinhos e mais selinhos

Gente, ganhei muitos selinhos e estou super atrasada na postagem. Então agora vou atualizar tudo de uma vez.

Esse selinho eu ganhei da Fê do Mamma Mini, que é um blog lindo e cheio de estilo.



Adorei ganhá-lo pois é mais um estímulo para eu fazer as postagens sobre as nossas viagens.
Eu deveria repassar esse selinho para 5 blogs de mães viajantes mas todas da minha lista já receberam mas vai mais uma vez:

1) Livia - Viagens de uma Mãe de Primeira Viagem
2) Carol - Viajando na Maternidade
3) Sut-Mie - Viajando com Pimpolhos
4) Ana - Viajar é Tudibom
5) Pati - Coisas de Mãe

Esse outro eu ganhei da Gisele do Kids Indoors, um blog super interessante com dicas muito legais para aproveitarmos com os nossos filhotes, e da Ingrid do Desconstruindo a Mãe que é um blog bem legal e que já me ensionou muito.


Quem recebe o selinho acima deve responder a prgunta: O que tem dentro da sua bolsa?
E indicar o selinho para outros blogs.

A minha bolsa é uma bagunça. Tem de tudo:

1) carteira
2) cartões, dibheiro e documentos espalhados (deveriam estar dentro da carteira mas nunca estão)
3) muitos papeiszinhos de pagamentos em cartões (vou aproveitar para fazer uma limpeza e jogar tudo fora)
5) celular
6) crachá da empresa
7) caderno de anotações (onde vou anotando as ideias para postar no blog)
8) livro que estou lendo (Os 7 hábitos das Famílias altamente eficientes)
9) colar
10) baton
11) Alegra, meu remédio de alergia
12) 3 canudos que guardei para fazer ulguma reciclagem com as meninas
13) caneta
14) muito papel com anotações, recibos, extrato do cartão

Agora vou indicar os blogs das amigas que eu imagino que a bolsa deve ser uma loucura como a minha.

2) Minha Tia Eliane - Provance Home&Banho (esse blog tem coisinhas lindas e a loja dela é um charme)
5) Fê - Mamma Mini


Esse encanto de selinho eu recibi de um cantinho encantado que é o Bia, Cris e Lulu, blog da Bianca.



Já quem recebe esse selinho aqui deve responder ao seguinte questionário:

1) Em qual cidade você mora? - Rio de Janeiro
2) Você trabalha em que ? Sou ananlista de sistemas, trabalhando como Coordenadora de PMO.
3) Se não trabalhasse nisso, o que faria? Gostaria de ser uma profissional autônoma e ter um horário mais flexível.
4) O que mais gosta de fazer? Ficar co as minhas filhas, passear, viajar, ...
5) Você trabalha em setor administrativo ou como professora? Em setror administrativo.
6) Como é a sua rotina? Uma loucura como de toda mulher que tem filhos e trabalha fora em horário comercial.
7) O que faria, hoje, se ganhasse na Mega Sena? Ia parar de trabalhar e fazer tudo o que eu mais gosto: ficar com as minhas filhas, viajar e passear muito.

As indicadas para esse seleinho são:

1) Déia - Nosso Tesouro
2) Claudia - Blog da Clau
4) Renata - Dicas Green
5) Kcal - Coisas de Garotos  (a Kcal está em todos os selinhos porque ela foi a minha primeira amiga mãe blogueira)

Nunca mais vou deixar acumular tanto selinho.

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Brincadeira que ajuda a Natureza

Outra ida à livraria, mais um clássico adaptado. Dessa vez lemos o Príncipe Sapo, que para mim é mais conhecido como a Princesa e o Sapo, na versão adaptada de Maurício de Sousa onde a princesa é a Magali.

Quando chegamos em casa resolvemos brincar um pouquinho e como temos muuuuitos potinhos de Danoninho guardados e prontos para serem reciclados, resolvemos fazer o Sapo.

A Ana Luiza adorou e depois da brincadeira levou o Sapo para o seu quarto (será que ela vai jogá-lo na parede?).

A Sofia não quis parar por aí e deu a ideia de fazermos um polvo com um potinho de Danoninho amarelo. Mais brincadeira e diversão.



Essa brincadeira toda abriu o apetite e a vontade de comer Danoninho. Foi aí que mostrei para elas a novidade: "Danoninho para Plantar". Expliquei para elas que se trata de uma edição limitada do tradicional Danoninho de Morango, que tem como objetivo incentivar a experiência e a educação ecológica das crianças e ainda ajudar no reflorestamento da Mata Atlântica. Cada bandeja do novo "Danoninho para Plantar" vem com um saquinho com sementes que devem ser plantadas no próprio potinho e com algodão molhado.
Além das sementes, "Danoninho para Plantar" tem também um código exclusivo que permite plantar uma árvore virtual na “Floresta do Dino”, um espaço interativo no portal de Danoninho. Podemos escolher o tipo de árvore entre espécies da Mata Atlântica para plantar e cultivar, regando-a diariamente para que cresça. Além de disseminar os conceitos de educação ambiental, "Danoninho para Plantar" é também uma atitude ecológica, pois oferece às pessoas a oportunidade de colaborar efetivamente para o reflorestamento da Mata Atlântica, já que, a cada árvore cultivada na Floresta do Dino, o consumidor irá contribuir para o reflorestamento de 1 de floresta por meio de uma parceria entre Danone e o Instituto de Pesquisas Ecológicas – IPÊ.

Nem acreditei, depois desse papo todo a Sofia comeu cinco potinhos de Danoninho e plantamos sementes de cenoura e feijão. Pena que perdemos o nosso código e não entramos no site. Vamos comprar outra bandeja com outro tipo de semente, assim podemos aumentar a nossa horta e entrar no site para ajudar na preservação da Mata Atlântica.


Biscoito Pintado

Adoramos brincar de massinha, adoramos desenhar e adoramos brincar de comidinha de verdade. Imagina como seria divertido as 3 brincadeiras juntas?
Pois é, nas minhas andanças na internet descobri umas canetas com tinta comestível e fiquei louca para comprá-las. Aqui no Rio eu as encontrei no Atelier da Gula e ontem nos divertimos a valer.



Começamos a brincadeira de massinha fazendo a nossa própria massa de biscoito utilizando a receita que já postei aqui. Para esticar a massa sobre a mesa e fazer os moldes usamos os utensílios dos brinquedos de massinha da Sofia.


Após os biscoitos estarem modelados, foi só colocar no forno, esperar assar, esperar esfriar para iniciar as pinturas nos biscoitos. Essa foi a grande novidade.


O nosso objetivo é a brincadeira, a diversão e ter momentos agradáveis juntos. Mas até que os biscoitos ficaram gostosos e bonitinhos.
Uma bandeja ficou reservada para ser colorido com a amiguinha que vem brincar aqui em casa hoje.

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Uma de cada uma

As duas estavam atacadíssimas, super agitadas, correndo com a Xina para lá e para cá, se implicando a todo momento.
Eu já havia pedido algumas vezes que elas se acalmassem, sugeri algumas brincadeiras mais tranquilas e nada.
Tudo o que elas fizeram em relação aos meus pedidos foi reclamar de mim.
- Mãe, você está chata.
- Mãe, que saco, deixa a gente (odeio esse tal de que saco!)
Me deram língua, etc...

Avisei que eu estava perdendo a minha paciência, que já já eu iria começar a gritar, me esgoelar, a ter ataque de perereca roxa alucinada, ia Virar um Monstro (como já aconteceu e relatado nessa postagem).

Quando já estava prestes a iniciar o meu processo de transformação lembrei de um livro que estou lendo que diz: que entre o que me acontece e a minha reação existe um espaço, e nesse espaço está a minha liberdade de escolher a minha resposta. Respirei e escolhi não ter chiliques e controlar a situação com calma. Falei:
- Vamos lanchar!
Desliguei a televisão para diminuir o barulho, preparei um lanche e sentamos à mesa. Quando elas estavam mais tranquilas, comecei o papo cabeça e perguntei:

O que vocês acham que eu devo fazer para ser uma mãe melhor para vocês? (Já que elas estavam reclamando tanto)

Sofia foi a primeira a responder:
- Não colocar a gente de castigo nunca.
Me segurei para não rir.

Ana Luiza:
- Você não precisa fazer nada. Você tem que ser do seu jeito e não do jeito que os outros querem que você seja.

Os 7 hábitos das famílias altamente eficientes

Me segurei para não chorar.    

E a conversa continuou... e as duas ficaram mais calmas... e eu feliz por não ter explodido.

Obs: o livro que estou lendo, aliás, relendo é "Os 7 Hábitos da Famílias Altamente Eficazes" que foi um grande presente que eu ganhei da minha amiga Helga.

terça-feira, 18 de maio de 2010

Vamos ao dicionário


Eu li no blog da Ingrid uma postagem onde ela contou como utilizou o dicionário para lidar com sua filha em relação a um xingamento e eu adorei a ideia. Claro, que não faltou oportunidade para que eu aproveitasse essa ideia aqui em casa.

A Ana Luiza e a Sofia iniciaram as implicâncias e eu só observando o desenrolar e aguardando a minha hora de entrar em ação até que a Ana Luiza chamou a Sofia de debiloide. Aí foi a deixa para a minha entrada em cena. Respirei fundo, me concentrei, impostei a calma e tranquilidade na voz e falei:

- Ana Lu, querida, acho que você não conhece o significado de debiloide, conhece?
- Não.
- Então vamos ao dicionário verificar. Por favor, procure a palavra, escreva cada significado em uma folha e ao lado coloque se a sua irmã se encaixa no significado e justifique.
- O quê? Para que isso?
- Para você saber o que você está falando e usar as palavras adequadas.

Lá foi a Ana Luiza meio marchando, meio bufando. E a Sofia quietinha esperando o que iria sobrar para ela.

Dicionário Aurélio Mirim

Alguns minutos depois volta a Ana Luiza com um papel onde estava escrito:

Débil
1 - sem vigor físico - Não - A Sofia tem muita disposição, pula, corre, não fica quieta.
2 - tolo - Não - A Sofia é bem esperta para a idade dela.
3 - pouco resistente - Não - A Sofia é bem resistente, quase nunca fica doente. 

Li em voz alta os significados e as respostas que a Ana Luiza deu. Sofia ouvindo, prestando a maior atenção e esboçando um sorrisinho a cada elogio.
Concluímos que aqui em casa ninguém é débil, nem debiloide, nem nada parecido. Combinamos que a palavra não é adequada e não deve ser mais utilizada. Combinamos também que daqui para frente antes de usar uma palavra para nos referirmos a qualquer pessoa vamos pensar se conhecemos bem o significado dela e se a palavra realmente se encaixa.

Já faz uma semana que não temos xingamentos por aqui. Vamos ver qual vai ser a próxima vez que iremos recorrer ao nosso amigo Aurélio.


Cinema, Livraria, Almoço com amigas

Finalmente fomos (eu, Ana Luiza e Marina) assistir ao filme Alice no País das Maravilhas. Compramos um balde de pipoca daqueles que todo mundo fica olhando de tão grande. E não foi gula não, o tal baldão de pipoca era mais barato do que três sacos pequenos. Sentamos em nossos lugares, com nossos óculos 3D e por mais que já tivéssemos ouvido falar bem do filme nos surpreendemos. A Volta da Alice ao País das Maravilhas é fantástica. O Chapeleiro Maluco é sensacional. A Marina, amiga da Ana Luiza, que assistiu ao filme pela terceira vez, disse que valeu a pena revê-lo até porque dessa vez foi em 3D.




Antes do cinema demos uma volta pelo shopping com direito a uma parada na livraria. Não tem jeito, nós
não conseguimos ir ao shopping sem dar uma passadinha pela livraria. Vimos alguns lançamentos, já pensamos nos próximos livros que vamos ler e folheamos algumas revistas. Atualmente a Ana Luiza está lendo a série "Diários de Vampiro" então, comprar livro novo somente quando esses acabarem de ser lidos. Ela quer ver o DVD da série, mas que eu encontro na locadora de jeito nenhum.





Sempre que a Ana Luiza convida uma amiga para vir aqui em casa, ela quer um cardápio especial. Na maioria das vezes o prato preferido das meninas é Lasanha e a sobremesa variada. Outro dia ela convidou a Helena, que adora Brigadeirão, então resolvi experimentar uma receita de brigadeirão de micro-ondas.

O que utilizamos:

- 1 lata de leite condensado;
- 1 lata de creme de leite;
- 1 xícara de Nescau;
- 1 colher de sopa de Qually;
- 3 ovos.

Como fizemos:

- Batemos tudo no liquidificador e colocamos no microondas em potência máxima por 9 minutos em forma de silicone.

Ficou muuuuuito ruim, duro feito uma pedra. Só a Helena que conseguiu comer. O que sobrou rolou dias na geladeira até que foi parar no lixo. Depois veio outra amiga e eu me prontifiquei a fazer o brigadeirão novamente. A Ana Luiza falou:
- Nem pensar. Vamos fazer pavê!
Insisti:
- Eu deixo menos tempo no microondas e a gente vê como fica. Vai ficar bom.
- Nem pensar. Aquele brigadeirão horroroso, não.
Tudo bem, fizemos o pavê. Eu não estava muito conformada, não. Queria tentar o brigadeirão deixando menos tempo no forno.
Nesse final de semana que veio a Marina, quando estávamos almoçando a Lasanha eu lembrei que tinha esquecido da sobremesa e falei:

Eu:             - Posso fazer o brigadeirão no microondas que é super rápido.
Ana Luiza:   - Nem pensar!
Eu:             - Eu deixo menos tempo. Vai dar certo.
Marina:       - Faz, eu adoro brigadeirão.
Foi a deixa. Corri para a cozinha e fiz o brigadeirão. Deixei apenas 4,5 minutos no microondas. Ele ficou molinho, aparentemente tinha dado certo.




Lá fomos nós experimentar a tal delícia. Bem, nem tão delícia assim. Ficou comível, mas longe de ser uma delícia. Dessa vez, pelo menos, não foi parar no lixo. Mas da próxima vou tentar outra receita e no forno tradicional. Aliás, estou à procura de uma receita de brigadeirão.

sábado, 15 de maio de 2010

Soldadinho de Chumbo

Entre as nossas diversas idas à livraria acabamos trazendo para casa uma adaptação do conto do Soldadinho de Chumbo de Hans Christian Andersem.
Na adaptação do Maurício de Sousa o Cebolinha é o Soldadinho e a Mônica a bailarina.



Sempre que conto esses clássicos para as meninas me lembro da minha Coleção de Disquinhos Coloridos. Como eu adorava ouvir as histórias na minha vitrola e acompanhar as imagens no livrinho. É sou das antigas!

Lá em casa quando aparecia uma esperança (aquele grilo bem verde) minha mãe e meu pai diziam que era para fazer um pedido que a esperança trazia. O meu pedido era sempre o mesmo: um disquinho novo para a coleção. E não é que uma semana depois a esperança tocava a campainha da minha casa, deixava o disquinho no tapete e saia pulando para se esconder na grama? E eu morava em um lugar que apareciam esperanças constantemente e elas não falhavam, sempre traziam o disquinho.

Revivendo esse momento me lembrei que eu fazia o barquinho de papel, chapéu e espada de jornal para brincar de soldadinho de chumbo. Sabe que eu nunca tinha feito essas dobraduras supersimples para a Sofia? Então aproveitei o momento para explorar mais a história e fizemos o barco de papel.

A brincadeira com o barquinho de papel evoluiu e acabamos fazendo um barquinho de pote de sorvete com 3 utilidades:

  1. Com a tampa é um barquinho a vela que flutua na água (colamos rolhas no fundo da tampa do pote de sorvete)
  2. Com o pote é um barquinho de corrida (é só ir enrolando o barbante no palito de picolé e quem chegar primeiro ganha)
  3. Um porta-trecos para guardar o material da próxima brincadeira.


O melhor de tudo foi fazer essa brincadeira toda ouvindo a história contada do Disquinho Colorido que alguém colocou no youtube. Soldadinho de Chumbo - Parte I e Parte 2. Nossa, como eu me lembro da voz da narradora!



Enquanto isso acontecia, a Ana Luiza fazia uma sessão de cinema com a amiga no quarto dela. As duas viram Titanic.

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Uma de cada uma

Ana Luiza:

- Mãe, posso fuçar o seu blog?
- Claro filha, ele é para vocês.
Algum tempo depois ...
- Mãe, seu blog está muito legal.

Esse foi um grande elogio porque a Ana Luiza nunca quer que eu escreva sobre ela no blog, nunca quer que eu coloque foto dela no blog. Fiquei muuuuito feliz.

Sofia:

- Mãe, você é linda, fofa, maravilhosa. Eu te amo muito.

Muito bom ouvir isso e ainda ganhar aquele "ablaço bem apertaaaaado" que até quebrou o meu óculos.

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Sanduíche Bem-me-quer

Essa é a nova mania aqui em casa, no café da manhã, no lanche da escola, na sobremesa.
Estou sempre ouvindo o pedido:
- Mãe, faz um Bem-me-quer e Mal-me-quer para mim?

Comida divertida

O primeiro é flor de Nutella e o Sol de queijo (fazendo o sol, nós aproveitamos o miolo da flor). 

No segundo a flor é de requeijão com presunto, o sol de queijo e as folhas de castanha-de-caju (ideia da Sofia, ela ama castanha-de-caju).

No terceiro  a flor grande é de queijo e a flor pequena é de melão com o miolo de presunto, os caules de melão e o Sol de queijo e presunto.

O quarto é de requeijão com geleia de goiaba, o Sol também, os raios e o caule são de mamão.
Dá para variar bastante.

Os preferidos aqui em casa são o de Nutella e o de patê (que a Sofia chama de mantê).

Nós comemos as pétalas fazendo a brincadeira do bem-me-quer e mal-me-quer e sempre dá bem-me-quer.

Obs.: com as sobras do pão nós fizemos croutons e pudim de pão (esse nada diet).

Para sobremesa nós temos:

Comida divertida

Aqui nos usamos para as pétalas: mamão, maçã, melancia e manga. Para os miolinhos: uva, cereja, mamão, maçã,


Coisas de Meninas

A Sofia adora esmaltes, vive pintando as unhas e quanto mais brilho melhor.
A questão para mim é se essa é uma vaidade prematura. Eu acho que criança deve se vestir como criança, falar como criança, brincar muito. Aliás, fico feliz quando vejo que elas voltaram do play ou da pracinha bem sujas, pois isso significa que ela se divertiram muito.
Voltando aos esmaltes da Sofia, conversei com a pediatra e ela disse não ter problema, pois é uma vaidade natural, não estimulada. A Sofia não usa maquiagem, não usa saltinho, nem roupinhas de mocinha. Tudo nela é bem infantil e a pintura das unhas não tem problema algum.


De qualquer forma fui consultar o meu livro de cabeceira "Escola de Pais" de Luiz Lobo (tenho esse livro desde que estava grávida da Ana Luiza, já li e reli várias vezes). Na sessão "Livro 6 / A criança de 3 a 6 anos" encontrei o capítulo A Vaidade é Necessária que resumidamente diz: "A vaidade é necessária e assim deve ser entendida pelos pais que, certamente, fazem bem em elogiar a criança naquilo que ela é mais vaidosa. Mas não é alguma coisa que deva ser plantada ou exagerada, para que a criança não fique excessivamente presa àquilo, como se fosse a coisa mais importante do mundo. Ela precisa ser vaidosa e gostar do seu corpo para gostar de si mesma, ter uma boa autoimagem e ser confiante.
É bom que os pais apoiem a sua vaidade e permitam que a criança goste de seu corpo, para gostar de si mesma. Mas é preciso que a criança perceba que há outros valores importantes para as pessoas, além de ser ou estar bonita."

Assim sendo, brincamos de manicure e eu até fui trabalhar com as unhas feitas pela Sofia, pés rosa neon com brilho e mãos com esmalte de brilho lilás. As pessoas do meu trabalho me conhecem e já sabem que eu pago esses micos tranquilamente.

Cores da Sofia
O rosa neon dos pés foi igual ao meu.
Não fui eu quem deu todos esses esmaltes. Ela pede de presente para todos.


Cores do momento da Ana Luiza. Ela já está na idade.
Esmalte Impala de cor neon

Agora é trabalhar para que elas continuem entendendo que não precisa ser bonito para ser aceito e assim não rejeitar o que não parecer tão bonito para o gosto delas.

segunda-feira, 10 de maio de 2010

A Hora certa para... deixar ir ao banheiro sozinha.

Quando falo deixar ir ao banheiro sozinha, digo banheiro em lugares públicos.
Eu me considero uma mãe bem paciente e bastante presente. Adoro brincar com as minhas filhas; ler com elas ou para elas; estudar; passear; levar na natação, inglês, escola; ficar junto vendo televisão, enfim participar de tudo. Mas tem uma coisa que me irrita, é ter que levar ao banheiro nos lugares públicos.
Eu conheço todos os banheiros de todos os restaurantes da cidade, todos os banheiros de todos os andares dos shoppings, todos os banheiros das áreas de lazer que frequentamos. Como as duas são meninas, sempre sobra para mim essa tarefa.
Se estamos em um restaurante, é só chegar o meu prato para uma das duas anunciar que quer ir ao banheiro. Respiro fundo e lá vou eu. Quando chega a sobremesa é a vez da outra querer ir. Impressionante como elas nunca têm vontade ao mesmo tempo.
No mês passado estávamos fazendo um programa familiar em um shopping, com direito a almoço, cinema, "compritchas" e sorvete. Eu já tinha perdido as contas de quantas vezes eu já tinha visitado os banheiros quando a Ana Luiza anunciou que estava com vontade. Bom, era um shopping que costumamos frequentar então ela conhece bem, o banheiro era no mesmo piso e próximo de onde estávamos, então falei:
- Vai lá sozinha.
O pai respondeu:
- Sozinha, claro que não.
Aí fiz o meu discurso: ela já está grande, precisa ficar independente, você vê problema porque não é você que leva, fica arrumando atividade para mim, vou ter um filho homem só para você ter que levar sempre ao banheiro, blá, blá, blá... E quando vi, lá estava o pai levando a Ana Luiza ao banheiro. Alguns minutinhos depois eles voltam, a Ana Luiza com os olhos arregalados:
- Meu pai é doido, entrou no banheiro de mulheres comigo.
Pensei: é doido mesmo, neurótico, etc... mas falei:
- Não é doido não. Ele é preocupado e cuidadoso com você.
Exatamente uma semana depois, estávamos eu e a Ana Luiza no mesmo shopping e quando passamos em frente ao tal banheiro feminino fiquei dura, estatelada assistindo a seguinte cena: o segurança tirando dois moleques de rua, moleques de rua mesmo, tipo sem camisa, descalços, short sujo e largo, que deviam ter entre 14 e 16 anos, de dentro do banheiro feminino.
Fiquei imaginando se eu tivesse deixado a Ana Luiza ir sozinha ao banheiro e ela encontrasse com aqueles garotos lá dentro. Deus me livre. O pai tem toda razão. A hora de ir a banheiro em lugares públicos sozinha não é agora. Foi adiada e não sei até quando.

Obs.: esse shopping tem banheiro família e ficava em outro andar e muito distante de onde estávamos. De qualquer forma era uma opção para o pai não entrar no banheiro feminino. O incrível foi que nenhuma mulher reclamou. Devem ter achado tão surreal que não conseguiram esboçar uma reclamação.

Obs.: a Ana Luiza está querendo ir ao shopping com as amigas. Eu estarei lá e uma das regras será essa, na hora de ir ao banheiro me encontra e eu vou junto. Traumatizei.

domingo, 9 de maio de 2010

Família Arteira

Brincar de pintar é uma atividade frequente aqui em casa, e todos da família acabam entrando na brincadeira. Outro dia, quando a do Forró chegou aqui em casa logo recebeu o convite: Vamos pintar? Claro que a do Forró não resistiu a esse convite e caiu na dança da pintura.


Toda (ou quase toda) brincadeira de pintura acaba com as mãos pintadas.



A Ana Luiza com 4 anos mostrando as mãozinhas após uma brincadeira de pintura. A Ana Luiza faz isso até hoje, mas se eu colocar uma foto atual ela vai reclamar o direito da imagem dela. Sofia com 4 anos mostrando as mãozinhas após uma brincadeira de pintura.

Já que a mão está pintada, nada melhor do que aproveitar essa brincadeira carimbando as mãos e fazendo desenhos. Os resultados são incríveis.

Esse pavão nós vimos no Mister Maker do Discovery Kids.


A Mãe Pata (eu tive que entrar na dança) com os patinhos e o Patinho Feio indo embora (sniff, sniff)

Índia Mãe e Índia Filha. Essa pintura foi acompanhada da música.
"Índio quer ser amigo
Índio quer ter de novo
A sua paz"

Essa árvore foi uma ideia adaptada da colagem que vimos no blog da Gisele, Kids in Doors.


Revivendo um pouco os momentos da Ana Luiza, achei essas fotos e lembrei que ela adorava fazer o seu corpo e vesti-lo com pinturas e recortes.


A Sofia acabou de me ver fazendo esta postagem, e gostou tanto desta brincadeira da Ana Luiza, que ela quer fazer também. Lá vou eu.

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Nosso Primeiro Cupcake

As meninas adoram fazer bolo de caneca então para dar uma variada, resolvi fazer cupcakes com elas.
A primeira dificuldade foi encontrar a forma. Não achei em loja alguma e acabei comprando no site Barradoce. Aproveitei e comprei umas forminhas de papel superlindas.

A receita foi a de um bolo simples:

- 2 xícaras de farinha de trigo;
- 2 ovos;
- 1 colher de café de essência de baunilha;
- 1 e 1/2 xícara de açúcar;
- 1 colher de sopa de manteiga;
- 1/2 xícara de leite;
- 1 colher de sobremesa de fermento em pó.

Misturamos todos os ingredientes e a Sofia mexeu com uma colher de pau. Isso mesmo, foi ela quem bateu a massa do bolo e nem usamos batedeira.


Para dar uma incrementada e termos várias opções de cupcake, separamos a massa em três porções. Uma, deixamos como estava, na outra acrescentamos Nescau e na terceira acrescentamos chocolate granulado. Aí foi só ir colocando as massas nas forminhas e assim tivemos as opções:

1 - Cupcake branco;
2 - Cupcake preto (chocolate);
3 - Cupcake botafogo (branco e preto);
4 - Cupcake formigueiro (branco com chocolate granulado);
5 - Cupcake mistura geral (um pouco de cada massa).




Obs: com essa receita não conseguimos encher as 12 forminhas. Uma ficou bem vazia apesar, de rasparmos muito. É melhor aumentar um pouquinho a quantidade de cada ingrediente.


Enquanto os bolinhos assavam no forno fomos preparar a cobertura que tinha que ser de brigadeiro, é claro. Para a decoração dos cupcakes usamos a calda de brigadeiro, chantilly, chocolate granulado, mini confeti e balas de gelatina em formato de amoras. Foram 12 cupcakes diferentes e todos deliciosos.


As decoradoras foram Ana Luiza e Sofia. O primeiro cupcake da família foi decorado pela Ana Luiza e quem teve a honra de comê-lo foi... tchan, tchan, tchan... a Vera, professora que alfabetizou a Ana. Ela merece.



E claro, que a Sofia quis levar um para a sua professora Flavinha.


 

Essa brincadeira culinária já virou mania aqui em casa. Sabe que a Sofia já recebeu encomenda. Foi de um amigo dela lá da escola.
O Papi comeu e aprovou (sem cobertura).

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
▲ Topo