sábado, 30 de junho de 2012

Blogagem Coletiva: Esmalte e Sintoma de Pobreza

A blogagem coletiva de esmaltes, da Fernanda Reali, dessa semana está divertida e cheia de revelações com o tema Esmaltes e Sintomas de Pobreza.


Assim que vi o tema eu confesso que achei bem difícil. Sabe como é, né?

"Eu sou ryyyca, ryyyyca, ryyyca,
De marré, marré, marré.
Eu sou ryyyca, ryyyca, ryyyca,
De marré deci."


Muitcho ryyyca, mas quando vai fazer o risoto com a filha quase torce o vidro de azeite para aproveitar até a última gotinha. Ah, e ainda dá uma esquentada, de leve, no vidro para escorrer todo o azeite e não deixar nadinha. Não dá para desperdiçar, né? Azeite é artigo de luxo. Ops, esqueci! Sou ryyyca!



E quando vai pegar os temperinhos, cadê os vidros chiquérrimos? Os temperos estão na embalagem e amarrados com o arame do pão de forma. Nem pregador de roupa criatura usa! (é que não tem nenhum sobrando).


Eu tenho certeza que a mulher ryyyca teria uma cafeteira automática para café expresso, mas no lugar disso o que ela encontra?


E quando vai dar boa noite para a filha, fazer aquele carinho gostoso no ombro, olha só o que ela percebe: camisola rasgada. Depois dessa, eu estou certa de que vou receber doações. kkk. (Foi ideia da Ana Luiza usar essa camisola velha para colocar aqui no post).


Na hora de brincar com a outra filha a mulher ryyyca se depara com as bonecas nesse estado: sem cabeça, sem pernas e com as roupinhas arrebentadas. (Foi ideia da Sofia mostrar essas Pollys no post. Eu adoro quando elas entram na brincadeira).


Para tirar a foto com o meu esmalte da semana eu quis colocar como fundo o porta-retratos com as fotos das minhas lindas. Mas olha só a situação... (Mais doação).


Sendo assim,

"Eu de ryyyca fiquei pobre,
De marré deci."


Bom, mudando a abordagem:
nessa semana a Ana Luzia e a Sofia estudaram muito sobre a África. Cada uma com o seu enfoque. 
A Ana Luiza visitou a expoesição "Hereros-Angola", com fotografias de Sérgio Guerra, no Museu Histórico Nacional.
A Sofia, no estudo sobre a África, acabou chegando ao Maracatú e produziu coroas e ganzás.
Nós conversamos muito sobre esse continente de tanta pobreza material contrasntando com a riqueza cultural. Por isso o meu esmalte escolhido foi o "Terra Batida", da coleção "África à Vista", da Colorama.

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Pequenas Felicidades: Post #19

Essa foi a minha última semana de férias e eu aproveitei para fazer algumas coisas que sempre tenho vontade quando estou trabalhando. Atividades que preencheram a minha semana com  Pequenas Felicidades. E eu vou contar na blogagem coletiva proposta pela Rita Corrêa, do blog Botõezinhos.





- Começar a semana viajando com a família já faz com que os outros dias corram de forma mais relaxada. Como já contei no blog, os dias no Hotel Fazenda Parador Martitacas foram maravilhosos. Tirar um tempinho só para mim e aproveitar o SPA foi renovador. Amei o banho de chocolate.


- Ir ao cinema com a Ana Luiza. Fomos ver "Sombras da Noite", adaptação de Tim Burton para o cinema do seriado "Dark Shadows", com Johnny Depp. 


- Ir ao cinema sozinha. A-DO-RO. Poder sair do filme sem ter a obrigação de ter uma opinião formada. Outra coisa, sempre que estou trabalhando, na volta do almoço, penso: "Puxa, bem que eu podia estar indo para o cinema agora". Então, resolvi realizar essa vontade. Fui ao cinema na sessão que inicia no horário em que o meu almoço termina. Tirei a maior onda! Assisti "E ai, comeu?". Gostei tanto que emendei a sessão e vi "Apenas Uma Noite".


- Ajudar na festa junina da escola das meninas. Sempre quis fazer isso e nunca pude, pois a festa é em dia útil. Aproveitando as férias vou realizar essa vontade. Não vou querer ser uma mosquinha para ver o que rola, vou estar lá na barraquinha da pescaria. Já fui a uma reunião e ajudei na separação das prendas junto com outras mães. 


- Fazer cupcake de milho com as minhas filhas. Toda semana fazemos um bolinho para mandar para a avó delas, só que dessa vez nos divertimos mais. A culinária rolou com mais brincadeira e mais alegria do que o habitual. A Sofia derrubou um ovo no meu pé, eu respinguei a massa de bolo na testa dela, a Ana Luiza respingou a massa de bolo em mim. Tudo sem querer, é claro! O legal foi que não nos chateamos, levamos na brincadeira e demos boas risadas.


- Encontrar as amigas blogueiras Claudia - Arrumando a Casa e a Vida; Fernanda Reali - Fernanda Reali;   Turquezza Variedade; Lin - Lin Sousa Fazendo Arte; Patrícia Daltro - Bichos de Pano;
Rogéria - Um espaço para chamar de meu; Vanessa - Mãe é tudo igual; Zizi - Faço Pinturinhas é sempre uma alegria. Rola um troca-troca de esmaltes, mimos, sorteios de lembrancinhas, muita conversa boa e risadas.



Estas são as Pequenas Felicidades que fizeram a minha semana especial.
E que venha mais uma ótima semana com muitas felicidades para todos.   

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Museu Internacional de Arte Naïf



A Sofia foi com a escola ao Museu Internacional de Arte Naïf. O objetivo desse passeio escolar era enriquecer o trabalho pedagógico desenvolvido nas aulas de Artes, Língua Portuguesa e Geografia.  Além das crianças terem a oportunidade de conhecerem um acervo belíssimo.

Na volta do passeio a Sofia estava empolgadíssima, cheia de novidades, explicando o que é arte Naïf e contando o que viu no Museu. Ela até fez um desenho em arte Naïf e um texto, e eu, claro, morri de orgulho né?


A empolgação da Sofia foi tanta que me contagiou e eu resolvi fazer a visita ao Museu Internacional de Arte Naïf e gostei muito do que eu vi. Pena que a Ana Luiza não quis ir comigo.

Na primeira sala passei pela exposição "Rio de Janeiro Naïf" com 40 telas que retratam os principais pontos turísticos do Rio de Janeiro. As pinturas me encantaram pelo colorido. Fiquei ali, fascinada, observando os locais já conhecidos e retratados de forma tão mágica.


Pão de Açúcar                                   Museu Arte Naïf
                          Lagoa Rodrigo de Freitas                           Sítio do Burle Marx                            

                   
Eu estava curiosa para conferir o quadro de Arte Naïf que é do tamanho de uma parede e que a Sofia tanto falou dele. Realmente a obra "Rio de Janeiro gosto de você, gosto dessa gente feliz", de Lia Mittarakis, é belíssima e surpreendente.



A Sofia também falou bastante de uma pintura que passava por todas as paredes do quarto, dando a volta, que era a maior pintura Naïf do mundo. Eu não tinha entendido bem a explicação dela, mas assim que vi a obra "Brasil 5 Séculos" eu percebi que a Sofia explicou diretinho. Fiquei observando a tela de 1,40 m X 24m e me lembrando da explicação da minha filhota (mamãe mais orgulhosa ainda). 

A maior pintura do gênero Naïf, de Aparecida Azevedo, narra a história do Brasil desde o Descobrimento até a inauguração de Brasília passando por: a Primeira Missa, os Bandeirantes, o Pau-Brasil, a Inconfidência Mineira, o Café, a Proclamação da República, a Cana-de-Açúcar, a vinda da Família Real Portuguesa para o Brasil, o Ouro, a Independência do Brasil, o Gado e o Algodão, a Abolição da Escravatura, a Borracha, a Revolução de 1930, o Petróleo, o suicídio de Getúlio Vargas, Modernização e Industrialização. Uma verdadeira aula de história multicolorida.


No museu podemos contemplar obras de artistas internacionais como, por exemplo, as Molas do Panamá que são "telas decorativas bordadas em camadas e aplicadas nas blusas usadas pelas mulheres da tribo dos kunas".


Foi um passeio gostoso, alegre, descontraído, muito agradável e que valeu muito a pena. O Museu Internacional de Arte Naïf fica bem pertinho do Bondinho do Corcovado e oferece desconto para quem fez o passeio ao Cristo Redentor. 

Na saída tem uma lojinha que vende produtos com pinturas Naïf como: quadrinhos, cartões postais, cadernetas, caixinhas, enfim, muitas lembrancinhas. Eu não resisti quando vi estes porta-trecos feitos com latas de molho de tomate e trouxe uma para cada filha. 


Agora, além de ter mais assunto para conversar com a Sofia, já sei o que fazer para reciclar as latas aqui de casa. Vamos nos aventurar na arte Naïf.

As crianças que visitam o museu recebem um livro-jogo com atividades sobre a exposição, bem interessante.

Rua Cosme Velho, 561 - Cosme Velho
De terça a sexta-feira, das 10h às 18h.
Sábado das 12h às 18h, com agendamento prévio.

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Hotel Fazenda Parador Maritacas SPA & Resort

Nós fomos aproveitar o feriado no Rio, em função da Rio +20, no Hotel Fazenda Parador Maritacas que fica em Barra do Piraí bem pertinho de Mendes, considerado o quarto melhor clima do mundo, na Região do Vale do Café.

O Parador Maritacas está situado em uma fazenda com uma área enorme de muito verde, montanhas, vales e riachos. Ótimo para descansar em família, relaxar, curtir caminhadas, cavalgadas e ar puro. Apesar da grande extensão do terreno do hotel, a sede fica concentrada dando um ar aconchegante e de proximidade aos hóspedes. Os ambientes são muito bem cuidados e podemos perceber o capricho nos detalhes da decoração.

Ficamos em uma suíte da categoria Master que é bem ampla, confortável, com vista para o verde e próximo ao rio. É uma delícia dormir com o som da água correndo e acordar com uma vista tranquilizante para a montanha.


O restaurante, em esquema de pensão completa, oferece uma comida saborosa e bem diversificada. No restaurante infantil o cardápio é preparado especialmente para os pequenos. Logo no check in fomos informados do cardápio infantil para a semana. Adorei esse cuidado e atenção que tranquiliza bastante os pais já na chegada.


Gostei também da flexibilidade nas refeições oferecidas. Em três momentos distintos solicitamos algo que não fazia parte do cardápio infantil (batata-frita, ovos mexidos e bife), em determinada refeição, e fomos prontamente atendidos. As meninas gostaram das sobremesas: gelatina e brigadeiro.


Para os pequenos ainda tem disponível a copinha do bebê, que nós não utilizamos, pois já passamos dessa fase. À tarde é oferecido um lanche para a criançada.

A recreação é bem animada e envolve as crianças com muitas atividades. Nós já fomos a muitos hotéis com clubinhos específicos para o entretenimento das crianças e as minhas filhas nunca se entrosaram tanto quanto no Parador Maritacas.

A programação infantil (Maritaquinhas), teen e adulta, do dia é disponibilizada no café da manhã e assim podemos acompanhar o que vai rolar. Nós ficamos na programação teen.


A Fazendinha é uma graça, bem organizada, arrumada e limpa. Os animais são todos dóceis, bem tratados e acostumados ao contato com as crianças. As meninas cantaram para a galinha Juju dormir; tiraram leite da minivaca Estrela, alimentaram os patos, os coelhos, as tartarugas, as cabras e o pônei; acharam graça dos porcos Sansão e Dalila; se encantaram com os cachorros; alimentaram o avestruz Alfredo e se apaixonaram pela gata Belinha.


O terreno do hotel tem vários lagos que possibilitam atividades divertidas como caiaque, pedalinho e barco. Mas o gostoso mesmo é cair na água, nadar e mergulhar.



A aventura fica por conta das atividades radicais como a tirolesa, o kamicaze (que eu achei perigoso), a ponte do rio que cai e o esquibumbum.


Ainda fizemos cavalgada, andamos de bicicleta, as meninas curtiram o toboágua na piscina. Relaxamos na piscina térmica e nas duchas disponíveis no jardim.


As diversas atividades permitiram que as minhas filhas se divertissem bastante, fizessem amizades e experimentassem novas emoções.

O SPA tem uma estrutura muito boa com diversos tipos de terapia em salas bem equipadas, decoradas com bom gosto e um ambiente que inspira tranquilidade. Enquanto as minhas filhas brincavam no parquinho e no salão de jogos eu pude fazer uma massagem de pedras quentes maravilhosa e tomar um banho de chocolate divino.


E ainda tinha pula-pula, arco e flecha, campo de futebol, quadra de tênis, saunas, muitas trilhas para caminhadas (fizemos algumas) e cantinhos gostosos para relaxar, enfim muita diversão para toda a família e todas as idades. Voltamos de lá felizes, relaxados, com novas amizades e vontade de voltar. 

Atenção: 
- é importante levar repelente, pois os mosquitos atacam. Na lojinha do SPA existe a possibilidade de comprar alguns produtos, mas o melhor é levar;
- algumas atividades como a tirolesa e o arco e flecha, por exemplo, apesar de fazerem parte da programação da recreação são cobradas à parte.
- o acesso ao celular é precário e a rede wi-fi está disponível apenas em alguns locais do hotel. O bom é que o acesso é gratuito. Esse ponto não foi problema para nós, pois queríamos mesmo ficar bem desconectados.


Comida Divertida: Palhaço de Purê Tricolor

O Palhaço feito de Purê Tricolor é uma das comidas divertidas que mais fazem sucesso aqui em casa. Além de ficar muito bonito é supersaboroso e nutritivo.


E foi essa a receita que escolhi para fazer o meu post de estreia no Recanto das Mamães Blogueiras. Eu estava muito apreensiva e queria fazer um post bonito, interessante e colorido. 

Na semana em que o Mamatraca estava tratando do assunto alimentação eu participei da Colcha de Retalhos: Lugar de criança é na cozinha enviando um vídeo e mostrando como montar o palhacinho de purê tricolor da vez.



Hoje recebemos em casa, da equipe do Mamatraca e do Sementes de Paz, pela participação na Colcha de Retalhos Lugar de Criança é na Cozinha, um kit de alimentos orgânicos e um cartão muito delicado escrito de próprio punho. Com certeza vamos saborear e apreciar os produtos recebidos. Já estamos até pensando em uma receitinha.


Fica aqui a receita do Purê Tricolor.

Ingredientes:
- 1 porção de batata cortada;
- 1 porção de abóbora cortada;
- 1 porção de espinafre;
- tempero a gosto (eu usei cebola, alho, azeite e sal).



Como fazer:

- Cozinhar as batatas e as abóboras cortadas separadamente e reservar;
- Ferver as folhas de espinafre. Logo após refogar o espinafre com azeite, cebola e alho;
- Em uma tigela amassar as batatas fazendo um purê. Temperar com um fio de azeite e sal a gosto;
- Escorrer bem a água da abóbora;
- Em outra tigela amassar a abóbora já escorrida, fazendo um purê. Temperar com um fio de azeite e sal a gosto; 

- Separar uma porção do purê de batata e misturar com o espinafre fazendo uma pasta verde.



Estando com os três purês prontos chega o momento mais divertido: preparar um prato decorado e colorido. Abusem da criatividade!
Nós fizemos um Palhaço de Purê Tricolor.

Ingredientes para a decoração:

- 1 tomate cereja, sendo a metade para o nariz e a outra metade para o topo do chapéu;
- minicenourinhas para a boca e para os detalhes do chapéu;
- 1 ovo cozido, sendo a clara utilizada para a base dos olhos e a gema para o miolo das flores da gravata;
- 3 fatias de beterraba cozidas utilizadas na flor da gravata e no centro dos olhos ou milho, ervilha e tomatinho cereja utilizados na flor da gravata e azeitonas pretas para o centro dos olhos.

Montagem:

- Com o auxílio de um cortador circular fazer o rosto com o purê de batata;
- Com duas colheres montar os cabelos de purê de abóbora;  
- Com a colher preparar o chapéu de purê de espinafre;
- Montar os olhos, nariz, boca, gravata e enfeitar o chapéu.

Vídeo para auxiliar na montagem: 

sábado, 23 de junho de 2012

Blogagem Coletiva: Esmalte e Festa Junina

A blogagem coletiva de esmaltes, da Fernanda Reali, dessa semana está em festa com o tema Esmaltes e Festa Junina.


Assim que vi o tema dessa blogagem pensei no esmalte Forró da AH. Adoro um forrózinho e combina muito com essa época do ano. Mas quando cheguei na loja e vi a nova coleção de esmaltes AH Fashion, eu me encantei e acabei optando pelo Catwalk.



Aproveitei essa blogagem para rever as fotos das minhas caipiras.

Com 3 anos:
Ana Luiza

Sofia


Com 5 anos:
Ana Luiza                                      Sofia           

Com 7 anos:
Ana Luiza

Sofia

Para ver as nossas comidas típicas de Festa Junina, clique AQUI.
Para ver as sugestões de brincadeiras e jogos de Festa Junina feitos com material reciclado, clique AQUI.

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Pequenas Felicidades: Post #18

Essa semana continuo vivendo a experiência de estar de férias e sem viajar. Ou seja, estou curtindo ficar em casa, ser mãe em horário integral e dona de casa. As Pequenas Felicidades que estou sentindo nessa experiência única eu vou contar na blogagem coletiva proposta pela Rita Corrêa, do blog Botõezinhos.





- Ver a aula de teclado da Ana Luiza me encheu de orgulho e alegria.


- Levar a Ana Luiza e as amigas para um programinha bem adolescente: passear no shopping, enquanto esperávamos as meninas, eu pude curtir um momento com o marido.

- Comemorar o aniversário da Sofia. Estar com os amigos, a família e ver a minha pequena feliz e prestigiada.




- Ter a minha mãe aqui em casa durante o final de semana. Saímos para almoçar e passear pelos eventos da Rio +20.

- Aproveitar os dias de férias, ficar em casa, fazer coisas que raramente consigo fazer e ter sempre ao meu lado uma companheira muito amiga e carinhosa, minha Xina.


- Ouvir a Sofia contar sobre o passeio ao Museu Internacional de Arte Naïf do Brasil que fez com a escola.Ver a filha trazendo informação nova e cheia de cultura foi um orgulho. Ela contou que tem quadros do Rio e de Brasília, que tem um quadro do tamanho do quarto dela que levou quatro anos para ser pintado, que o maior quadro de arte Naïf do mundo está naquele museu e que arte Naïf é quando se pinta qualquer coisa e que não precisa ser na cor real. "Tipo assim, em 1910 não tinha limusine rosa e o artista pintou uma limusine rosa, então ele meio que viu o futuro. Tipo, no quadro de arte Naïf o Cristo Redentor pode ser azul escuro que não é a cor real do Cristo, entende?" Nossa, me enchi de orgulho e admiração.

- Ter mais um almoço semanal com o marido. Curtir um momento a dois.



- Ver a Ana Luiza chegar em casa toda feliz com o resultado alcançado na prova de matemática. Ela tirou 3,5 na prova que valia 3,0. Como pode isso? A prova vale três, mas tem uma questão extra que é um desafio. Quem acerta toda a prova e ainda a questão extra, ganha meio ponto para ser acumulado na outra prova.

Estas são as Pequenas Felicidades que fizeram a minha semana especial.
E que venha mais uma ótima semana com muitas felicidades para todos.  

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Festa Junina: Brincadeiras Recicladas

Nós aqui gostamos muito de festejar e as Festas Juninas não ficam de fora das nossas comemorações.
Para animar essa época já fizemos algumas festas juninas no nosso play. Junto com outros moradores fazemos a decoração, alguns quitutes e muitas brincadeiras para as crianças. Vou deixar aqui algumas dicas das brincadeiras que fizemos com utilização de material reciclado. Brincadeiras simples, divertidas e que as crianças podem fazer junto.


Derruba Lata

O que utilizamos:

- 6 latas de leite em pó vazias; 
- 1 folha de papel pardo; 
- pedaços de folhas coloridas;
- cola;
- tesoura;
- 3 pares de meias.



Como fizemos:

Enrolamos as latas limpas e secas com papel pardo. Nas folhas coloridas desenhamos círculos para os olhos e narizes em formatos de boca. Montamos uma carinha de palhaço colando as partes nas latas forradas. 
Com as meias fazemos uma bola. 
Aí é só atirar a meia nas bolas para derrubar as latas.



Pescaria

O que utilizamos:

- bandejas de isopor; 
- arames de embalagem de pão de forma (para quem for fazer com anzóis); 
- barbante, ímã de geladeira, moeda e cola quente (para quem não vai utilizar os anzóis);
- tesoura;
- 1 bacia;
- água.
 
Como fizemos:

Desenhamos os peixes nas bandejas de isopor e cortamos. A minha ideia era utilizar os arames das embalagens de pão de forma para fazer a alça dos peixes. Como uso de anzóis, os peixes seriam pescados pela alça. Mas a Sofia, que está adorando usar cola quente, teve outra ideia. Fazer os olhos dos peixes com moedas e utilizar ímãs de geladeira como anzóis. E foi assim que fizemos. Colamos as moedas com cola quente fazendo os olhos dos peixes. Amarramos os ímãs em pedaços de barbantes. Colocamos os peixes na bacia com água e estava pronta a pescaria.

O peixe verde está com a alça de arame de embalagem de pão de forma.


Jogo de Argolas

O que utilizamos:

- folhas duplas de jornal (uma para cada argola); 
- fita crepe; 
- pincel;
- tinta;
- garrafas pet;
- água;
- corante.
 
Como fizemos:
- argolas - enrolamos a folha de jornal fazendo uma argola. Passamos a fita crepe ao redor para fechar, dar o formato e a argola ficar mais dura e pesada. Aí foi só colorir. Aqui nós fizemos 3 argolas.


- alvos - utilizamos garrafas pet com água e corante.  
Para brincar basta posicionar as garrafas e tentar acertá-las com as argolas.


Com estas brincadeiras a festa junina no play ficou bem animada e divertida.  
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
▲ Topo