sexta-feira, 26 de junho de 2020

Filme Milagres do Amor


Eu estava numa vibe de filmes franceses nessa quarentena. Percebendo que as minhas escolhas estavam sempre caindo no cinema francês, eu resolvi dar uma variada. Agora, depois de assistir o meu primeiro filme turco, "Laços de Liberdade", e ter visto ontem "Milagres do Amor", ambos na plataforma Cinema Virutal, acho que vou ficar na fase dos queridinhos turcos.

"Milagres do Amor" é um longa baseado em fatos reais, o que já despertou o meu interesse pela trama, que trata de tema preconceito com muita sensibilidade, delicadeza e emoção. Fiquei tão envolvida com a história que até sonhei com filme.


O filme com história passada entre 1960 e 1972 é narrado Mizgin (Biran Damla Yilmaz), uma mulher jovem, linda, que vivia em uma tribo ao leste da turquia, e sonhava com o dia do seu casamento. Mizgin foi prometida, por seu, a Aziz (Mert Turak) como recompensa pela bravura do pai do rapaz que salvou o pai da moça.

Mizgin conhece o noivo apenas no dia de seu casamento. É já vestida de noiva que ela descobre que Aziz tem limitações físicas, causadas por uma doença grave durante sua infância.

A moça mais linda do vilarejo vê seu sonho de casamento destruído, chora por dias, e no auge do desespero resolve aceitar e assumir o destino que a vida lhe preservou. Vai cuidar de Aziz. 


Além de enfrentar todas as dificuldades de cuidar de um homem deficiente, o casal sofre com o preconceito das pessoas de seu vilarejo. Na esperança de encontrar um lugar melhor com pessoas mais bondosas e menos preconceituosas, o casal, com ajuda do professor de Aziz, se mudam para Foça, uma cidade a oeste da Turquia, banhada pelo Mar Egeu.

A cidade é linda, com um visual belíssimo, cenário tranquilizador. Aziz vê o mar pela primeira vez. Muitas pessoas de Foça são bem receptivas e amáveis. O ambiente é de amizade e cooperação. Porém pessoas maldosas, preconceituosas existem em todos os lugares do mundo. E em Foça não é diferente. Por outro lado é em Foça que o casal encontra apoio, motivação e pessoas disposta a ajudar.

Motivado pela maldade das crianças e com a ajuda do professor e de um outro amigo Aziz inicia um processo de muita determinação em busca de melhorar sua condição física.

Com o passar dos anos, Aziz vai demonstrando o seu coração bondoso, sua alma pura, sua sensibilidade, determinação e encantamento com a vida. Vai conquistando amigos e o coração de Mizgin.


Eu gostei muito com a forma como o filme trata a questão do preconceito. Mostrou o quanto pessoas pensam que os deficientes não percebem e entendem as insinuações, comentários, maldades disfarçadas de brincadeiras e as maldades diretas. E como, sim, por dentro da deficiência tem entendimento, percepção, sentimentos. Gostei da sensibilidade do filme transformar comportamentos de intolerância em atitudes altruístas. A sutileza como ele mostrou que toda a estranheza causada pela chegada de uma pessoa deficiente na cidade não era por ele ser o único ali, mas porque as famílias "escondiam" seus próprios deficientes.

Outros pontos que me encantaram no filme foi o cenário, a ambientação, as histórias em paralelo. Sempre passava um jornaleiro anunciando a manchete do jornal e fazendo um paralelo do passar do tempo com fatos históricos da época.

Achei bem interessante ter mostrado as diferenças culturais, religiosas, e de desenvolvimento da Turquia Oriental da Turquia Ocidental abordando o tema da aceitação dessas diferenças.

O cinema Adara era o ponto de encontro e lazer de Foça, além da praia, é claro. Essa paixão pelo cinema fazia as pessoas terem uma brincadeira: dizer uma frase e descobrirem de qual filme ela é.





Alguém arrisca de quem é esse fala?

Acertou quem disse Charles Chpalin.

O único ponto que me incomodou foi o fato de Mizgin, mulher forte, dedicada, batalhadora, grande força motora de Aziz, mesmo sendo a narradora do filme ficava em segundo plano nas cenas. Talvez seja apenas um retrato da cultura na época.

Enfim, um filme cheio de encantamentos e surpresas, emocionante, que me fez rir em alguns momentos, sorrir e derramar lágrimas, e que trata de assuntos importantes como preconceito, discriminação, aceitação, superação, amor, amizade. 

Sinopse: "Esta é a complexa história do casal Mizgin e Aziz. Ele é um homem com limitações físicas causadas por uma severa deficiência, e ela, a garota mais bonita do vilarejo, que, com muito amor e carinho, encontrou nele um companheiro de vida. Cansados dos problemas que tiveram em sua aldeia, o casal se instala em uma cidade no oeste. Em um mundo em que pessoas más e preconceituosas existem em todos os lugares, Aziz e Mizgin aprenderão a sobreviver sozinhos, a se apegar à vida, a se esforçar e trabalhar. Aziz começa a lutar com grande determinação para se livrar de seus defeitos e obstáculos para sua esposa, a quem ele ama, possa realizar o sonho de ser mãe.".




Você pode me encontrar também
A Autora:
Chris Ferreira

Chris Ferreira

Eu, uma mãe integral mesmo trabalhando em horário comercial, que procura equilibrar os diferentes papéis da mulher com prioridades e alegria.

Acredito que podemos levar a vida a sério, mas de forma divertida e é isto que eu tento mostrar no blog.

Google +

29 comentários:

  1. Decertop se mereceu a sua atenção é porque é um filme muito bom de ver.
    .
    Um dia feliz
    Cumprimentos poéticos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ricardo, eu gostei bastante. Já estou aguardando outros lançamentos turcos para assistir.
      beijos
      Chris

      Excluir
  2. Parece ser um ótimo filme, eu adoro assistir filmes de nacionalidades diferentes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jamilly, eu gostei muito. Eu também gosto de diversificar. Não gosto de ficar presa somente aos americanos hollywoodianos.
      beijos
      Chris

      Excluir
  3. Respostas
    1. Cidália, eu gostei muito. Achei linda a história, a mensagem passada e o cenário.
      beijos
      Chris

      Excluir
  4. O filme parece mesmo ser bem sensível e que nos faz pensar em certas questões. Quando possível quero assisti-lo. Inclusive, acertei o autor da frase apresentada no post/filme, haha.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI Leslie,
      Legal vc ter acertado o autor. Clássico, né?
      beijos
      Chris

      Excluir
  5. Ainda não assisti esse filme, mas parece ser um clássico e muito lindo. Vou anotar para ver no próximo final de semana.
    Beijos,
    Mundo Perdido da Carol
    Instagram: @carolinsweet
    Fan Page

    ResponderExcluir
  6. Chris, esse filme deve ser lindo. Nem sou fã do gênero, mas olha, fiquei super a fim de conferir e esquentar o coração! <3

    Beijo.
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OIPathy, ele realmente esquenta o coração.
      beijos
      Chris

      Excluir
  7. Amei a sua dica de filme.
    big beijos
    www.luluonthesky.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Lulu, que bom que você gostou.
      beijos
      Chris

      Excluir
  8. Parece ser muito bom esse filme.
    Eu gosto de ler também, intervalo entre um e outro.
    Tenha um bom fim de semana.Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI Maria Emília,
      eu gostei do filme. Tenho lido bastante também nessa quarentena.
      beijos
      Chris

      Excluir
  9. Um tema bem profundo, pra nos fazer refletir e ainda + importante: não julgar as escolhas alheias e nem as discriminar.

    Beijos/Kisses.

    Anete Oliveira
    Blog Coisitas e Coisinhas
    Fanpage
    Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI Anete, sim, é bem profundo. E ótimo para reflexão.
      beijos
      Chris

      Excluir
  10. Olá, Chris!

    Eu já vi Milagres de Amor e também gostei. O final foi uma feliz surpresa.

    Um abraço,
    Sônia

    ResponderExcluir
  11. Chris querida
    Que saudades!
    Esta vida doida às vezes nos tira do foco e não passei por aqui ultimamente
    Não vi este, mas quero ver.
    Adoro filmes europeus! Assisti um polonês e um turco nas última semanas, gostei muito
    Beijos
    Claudia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI Clau, é uma loucura mesmo e parece que eu tenho corrido mais em home office do que quando estou trabalhando no escritório.
      Eu adoro variar as nacionalidades dos filmes. Gosto muito dos europeus.
      beijos
      Chris

      Excluir
  12. Não conhecíamos o filme, mais parece ser muito bonito e sensível, vamos anotar a dica!!

    beijos

    http://onlyinspirations.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thayane e Thalita,
      é bem bonito e sensível sim. Vale a pena
      beijos
      Chris

      Excluir
  13. Não conhecia o filme, mas é o estilo de filme que eu gosto! Obrigada pela partilha :)
    Beijinhos
    Simple World By Márcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI Márcia, que bom que é do seu estilo. É um filme bem interessante e sensível.
      beijos
      Chris

      Excluir
  14. Gostei da review e fiquei curiosa para ver o filme. Mas penso que na Netflix não há.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  15. Não conhecia esse filme, Chris!
    QUe legal
    Eu gosto bastante das novelas turcas, acho que seria uma boa opção também


    Beijos!
    Pâm
    Blog Interrupted Dreamer

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pin It button on image hover
▲ Topo