segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Sorvete caseiro de morango


Aqui em casa todos nós gostamos de um sorvetinho. Então eu aproveitei a forminha de sorvete que ganhei da Fernanda Reali, uma dica que vi na internet, algumas bananas que estavam passando do ponto e fiz, com as filhas, esse sorvete de morango que foi um sucesso. É muito fácil de fazer e bem saudável.


O que utilizamos:

- 5 bananas maduras cortadas em rodelas;
- 10 morangos;
- 2 colheres de sopa de iogurte grego light feito em casa;
- um fio de mel pra adoçar.

A receita do iogurte grego caseiro está AQUI, mas pode usar qualquer iogurte.

Como fizemos:

Colocamos as bananas em um saco e congelamos. Fizemos o mesmo com os morangos.
Batemos as frutas congeladas no liquidificador.

sorvete de morango feito em casa

Adicionamos o iogurte, o mel e liquidificamos até a mistura ficar homogênea.
sorvete de morango feito em casa

Distribuímos nas forminhas (rendeu 12 picolés) e levamos ao congelador por aproximadamente três horas.

sorvete de morango feito em casa

Depois foi só retirar da forminha e se deliciar. Para dar uma incrementada, derretemos um pouco de chocolate e colocamos na pontinha do picolé.

sorvete de morango feito em casa

Ficou cremoso e muito saboroso.

domingo, 28 de setembro de 2014

Filme Rio Eu Te Amo

Eu que sou apaixonada pelo Rio estava louca para ver o filme "Rio Eu Te Amo", programa que fiz nesta semana em companhia de uma amiga. E digo que gostei muito.




Gostei das histórias curtas que se passam em diversos cenários da Cidade Maravilhosa e mostram que "todo tipo de amor é possível no Rio". Gostei de ver a atuação dos excelentes atores que fazem parte do elenco. Mas gostei, principalmente, me me reconhecer nos cantos da minha cidade e relembrar alguns momentos.

"Dona Fulana" - episódio de abertura que traz a Fernanda Montenegro como Dona Fulana um moradora de rua convicta (e tem muitos que são assim, estão na rua porque querem) que não quer voltar pra casa, apesar da insistência do neto.

As cenas se passam:
no centro da cidade - onde me reconheci caminhando por algumas dessas ruas e entrando na Livraria da Cultura, 
- na Praça Paris - um lugar que eu tenho a maior vontade de passear e fazer algumas fotos, mas tenho receio.
- na Cachoeira do Horto - que é uma delícia. Já fui várias vezes tirar o sal na volta da praia. Quando fiz o passeio na Floresta da Tijuca eu mostrei a cachoeira pras minhas filhas e prometi que voltaríamos ali para um banho.


"La fortuna" - traz a história de uma ex-modelo casada com um homem mais velho e rico que está cansado da forma repressora que a mulher o trata.

As cenas sem passam:
- no Joá - que tem uma vista maravilhosa do mar. Normalmente, quando passamos por ali, não resistimos e paramos no mirante para apreciar a vista.
- na Praia de Grumari - onde eu já fui com amigos, mas nunca com as filhas. Taí um programa pra fazer com elas.



"A Musa" - mostra um escultor de areia que reproduz obras conhecidas como "O Beijo" de Rodin nas areias de Copacabana. Até que um mulher que caminha pelo famoso calçadão o inspira a fazer uma escultura própria.

As cenas se passam:
- na Praia de Copacabana - nossa, eu detesto as esculturas de areia que são feitas em Copacabana. Agora, não satisfeitos, esses artistas resolveram pintar algumas delas. Já passeei bastante com as filhas pela orla de Copacabana que é cheia de encantos do Leme ao Forte de Copacabana.

Fiz alguns workshops de Lomografia com a Ana Luiza e as práticas foram todas em Copa.



"Acho que estou apaixonado" -  Um motorista fica encarregado de buscar um ator famoso no aeroporto e levá-lo ao Festival do Rio para divulgar seu mais novo filme. O motorista, como a maioria dos motoristas cariocas, gosta de conversar, mas o astro não está nem um pouco a fim de papo. Até que Jai se depara com o Pão de Açúcar, fica encantado e resolve escalar o morro.

As cenas se passam:
- no Aterro do Flamengo - que vale a pena pela beleza dos jardim e da vista do Pão de Açúcar. Me vi andando de bicicleta com a família (mostrei neste post AQUI), caminhando pela orla e apreciando a vista.
- na Pista Cláudio Coutinho - tem uma cena divertida que se passa exatamente na pedra que a Sofia adora escalar.



- Pão de Açúcar - um passeio imperdível aqui no Rio que u já fui várias vezes com as filhas. Mas me identifiquei mesmo foi com os momentos da escalada dos personagens.



"Quando não há mais amor" - Um casal, o mesmo do filme "Amante a Domicílio", que está em fim de relacionamento.  

As cenas se passam:

- na Ilha de Paquetá  - revivi um dia muito gostoso que passamos na ilha e contei AQUI.


As cenas do pôr do sol na ilha mostrando o contorno do Rio são lindas e me lembrou a volta de barca no final da tarde.




Texas - Um lutador de box e uma modelo ficaram debilitados após um acidente de carro causado pelo marido. Texas, o lutador, perdeu um dos braços a esposa ficou na cadeira de rodas. Surge uma oportunidade dela se recuperar através de uma cirurgia. Aí se desenrola uma história meio surreal que, pra mim, destoou um pouco do filme.

As cenas se passam:
- em Santa Teresa - Um bairro cheio de charme, reduto de artesãos e com ótimos restaurantes. Já fizemos o passeio no bondinho de Santa Teresa e no Parque da Ruínas. Eu fiquei com vontade de ir à Santa Teresa para fazer fotos.




"Vampiro do Rio" - A história de Fernando, garçom de um restaurante turístico e de Isabel, uma mulher sensual que, para sustentar a filha, trabalha como prostituta. Foi outra história do filme que eu achei meio sem sentido.

As cenas se passam: 
- na Urca - o personagem é garçom no restaurante que fica no Círculo Militar, aquele ali no fundo da foto abaixo. O restaurante é bem gostoso e com uma vista incrível. Gostamos de ir comer uma pizza e as crianças descem pra areia da praia para brincar e ver os pescadores.


- no Morro do Vidigal - nunca fui, mas tenho vontade de ir.
- no parque do Morro Dois Irmãos - muito gostoso, vale a pena caminhar, desfrutar da vista e fazer muitas fotos.



Pax De Deux - Um casal de bailarinos entra em crise e resolve discutir o relacionamento enquanto se apresenta. O Rodrigo Santoro está maravilhoso. Fio uma das histórias que eu mais gostei.

As cenas se passam:
- no Theatro Municipal - vale a pena a fazer a visita guiada, conhecer as instalações e assistir aos espetáculos de dança. E pode ser sim um programa para crianças. Nós já fomos a várias apresentações, tando do corpo de baile do Municipal, quando de outros balés. Contei de algumas delas AQUI.



"Inútil Paisagem" - O Wagner Moura é um instrutor de asa delta salta da Pedra Bonita que durante um voo tem uma conversa com o Cristo Redentor. As cenas aéreas mostram as belezas do Rio. No início eu achei o diálogo até engraçado, mas no final não gostei.  

As cenas se passam:
- na Pedra Bonita - estou doida para voltar lá com as filhas. Eu já fiz voo duplo duas vezes e é uma sensação de liberdade maravilhosa.
- no Cristo Redentor  - Que tem uma das "sete maravilhas do mundo moderno" na sua cidade tem que aproveitar, né? Então, eu nem preciso dizer que me lembrei do vários passeios que já fiz por lá com a Ana Luiza e a Sofia.






"O Milagre" - Um menino que acredita que fala ao telefone com Jesus encontra dois atores de fama internacional, que participam de uma filmagem no Rio. Simplesmente adorei a história, o menino é uma graça e o final é bem divertido. Talvez tenha sido o meu episódio preferido.

As cenas se passam:
- na Estação da Leopoldina - atualmente anda largada e eu torço muito para que seja restaurada e que a linha de trem Rio-São Paulo seja reativada. Eu fiz a viagem e tenho muito vontade de fazê-la com as meninas.



Entre os 10 episódios acontecem cenas de transição passeiam por vários locais da cidade como Lagoa, Lapa, São Conrado, etc. e contam com ótimas atuações de Claudia Abreu, Michel Melamed e Márcio Garcia.

Gostei de ver o Rio na telona e me ver inserida no contexto do filme.


sábado, 27 de setembro de 2014

BC A Semana - Post #33

Essa semana foi de comemorar a vida, me permitir

- A amiga Luciana Kotaka esteve aqui no Rio e eu aproveitei a companhia dela para mostrar um pouco da cidade e conversarmos bastante. Entre os nossos passeios fizemos algumas paradas como tomar um café da manhã na Lagoa.


Depois demos uma pausa no Assis.


E finalizamos com um almoço no Gula Gula. Mas a gente fez muito mais do que comer, tá? Passeamos e conversamos muito.


- Levei a Sofia e uma amiga para um passeio à Casa Daros. Fomos ver a exposição "Ilusões" que está ótima. Contei neste post AQUI.

- Me presenteei com um café da manhã no Sheraton. Por que fazer essas coisas somente quando estamos viajando?


E tive a companhia da minha amiga Márcia para esse começo dia.


- Fui  ao cinema, com uma amiga querida, ver "Rio Eu Te Amo". Gostei muito do filme, das histórias e dos cenários do Rio. Vou contar mais em um post ainda essa semana.


- Recebi a amiga Gisele para um lanchinho em casa. Ela queria experimentar o pão de queijo light que foi tão falado neste post AQUI. Nesse dia uma amiga da Sofia também veio aqui em casa. Um dia comum, de repente se tornou um dia de comemoração.


- Recebi pelo Facebook o agradecimento da Gisele. Eu é que sou grata pela amizade dela.


Comemorar é uma forma de agradecer ao universo. Não precisamos de data marca, nem de motivo pré-determinado. Podemos comemorar sempre, a qualquer hora e qualquer coisa.

Este post faz parte da Blogagem Coletiva "A Semana" proposta pela Fernanda Reali. Passe lá para ver como foi a semana das outras amigas participantes. Essa blogagem é um estímulo a aproveitarmos mais as nossas semanas.

terça-feira, 23 de setembro de 2014

Casa Daros - Exposição Ilusões

Mais uma vez fomos à Casa Daros, um espaço cultural ótimo para um passeio em família e que a Sofia adora. Basta ter uma amiga aqui em casa que o passeio sugerido pela Sofia é ir lá.

Foto obtida na página da Casa Daros.


Dessa vez fomos ver a exposição "Ilusões" que reúne obras de vários artistas com instalações, objetos, vídeos e fotografias que brincam com o conceito de ilusão e realidade.

A forma lúdica como as obras questionam o que é realidade atraiu bastante a Sofia e a amiga que se divertiram bastante.

Quem será que caminha por aqui?


Estou vendo você do outro lado.


Ou não?


O espelho traz a sensação de profundidade.


E não é que são portas?


Os bonecos estão realmente caindo ou é uma ilusão provocada pelo jogo de luz e som?


Essas e muitas outras obras despertaram o olhar da Sofia e da amiga à procura do que é real e do que é ilusão. O que elas percebiam e o que realmente era mostrado. Tudo isso de forma muito lúdica e divertida. Outras crianças também estavam passeando pela exposição, mostrando interesse, despertando a curiosidade e se divertindo. Taí um passeio que vale para todas as idades.


Outras exposições que já vimos na Casa Daros:



Serviço
13 de setembro de 2014 a 13 de fevereiro de 2015
Casa Daros - Rua General Severiano, 159, Botafogo, Rio, CEP 22290-040
Telefone: 21.2138.0850
De quarta a sábado, das 11h às 19h
Domingos e feriados, das 11h às 18h
Ingresso: R$12,00 / Idosos e estudantes com mais de 12 anos: R$6,00
Quartas-feiras: entrada gratuita

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Risoto de morangos e espumante

Eu fiz uma aula de "Risotos de Primavera" com o Chef  Piero Cagnin. Entre as receitas maravilhosas, a do risoto de morangos com espumante me chamou a atenção por ser bem diferente, saborosa, fazer certo charme e ter sido aprovada aqui em casa.


Risoto de primavera

O que utilizamos:

- 160 g de arroz arbóreo;
- 1 litro de caldo de legumes; (aqui está o segredo de um bom risoto. Aconselho a usar um caldo caseiro)
- 10 g de cebola picada; ( 1 colher de sopa)
- 60 g de manteiga sem sal;
- 300 ml de espumante seco;
- 100 g de morangos maduros;
- 20 ml de azeite extra virgem;
- 30 g de queijo parmesão ralado.


Como fizemos:

Limpamos bem e cortamos os morangos em cubinhos. Reservamos.

Em uma frigideira de borda bem alta colocamos uma colher de azeite, 30 g de manteiga, uma cebola picada e deixamos "chorar". Acrescentamos o arroz e misturamos até os grãos ficarem brilhando. Colocamos 100 ml de espumante, sempre mexendo, e deixamos apurar. Assim que o arroz ficou quase seco começamos a adicionar o caldo de legumes que deve estar fervendo. Fomos colocando duas conchas de caldo por vez sempre misturando. Na metade do cozimento, aproximadamente 10  minutos após o início do processo, acrescentamos os morangos.



Risoto de morangos com espumante



Quando o arroz ficou no ponto, quase  al dente, acrescentamos o espumante e deixamos secar.
Desligamos o fogo, colocamos o restante da manteiga, o queijo parmesão ralado e demos uma mexida de leve.

Depois foi só fotografar.


Risoto de morangos com espumante

E servir.


Risoto de morangos com espumante


Esta receita serve duas pessoas e ficou uma delícia. Eu vou repeti-la colocando pimentão vermelho, verde e amarelo, apenas para dar um colorido a mais.

Para quem gosta de risoto temos outras receitas aqui no blog, basta clicar nos links

- Risoto de abóbora com queijo de cabra;
- Risoto verde;
- Risoto de shimeji, nirá e abacaxi;
- Arroz com legumes e queijo.

No Recanto das Mamães Blogueiras tem outra receita de risoto de primavera:

- Risoto "aos perfumes da horta"
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
▲ Topo