quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Uma semana = sete saladas #1saladapordia - 3ª semana

Mais uma semana completa do projeto #1saladapordia. E olha o que nós aprontamos por aqui.


  • Feijão azuki, cenoura ralada, tomate, cebola roxa, azeitona preta (eu queria verde, mas não tinha em casa) e queijo de coalho grelhado. Tudo temperado no azeite e sal e servido na folha de alface americana.


  • Alface americana, beterraba ralada, manga, tomate e ovo cozido.



  • rúcula, tomate seco, queijo feta, laranja, cebola roxa e azeitona verde. Tudo isso temperado com um vinagrete de laranja.


  • tomate, manga e ovo cozido na salada que tinha também, broto de feijão, alho-poró e alface americana

  • alface americana, alface baby lisa verde e roxa, rabanetes, azeitona, cenoura e cravina (flor comestível) pra finalizar.

  • Frango desfiado, palmito, cenoura ralada, azeitona, maçã, tomate e alface americana.





Quem quiser ver as saladas das duas primeiras semanas anteriores basta clicar nos links abaixo.


- Uma semana = sete saladas diferentes - 1ª semana.

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Findi 04 de 2015

Fim de semana é sempre bom. É bom quando a gente agita, é bom quando a gente relaxa, é bom quando a gente faz tarefas em casa, enfim é bom. E o nosso findo foi muito bom e com variedade.


  • Teve muito sabor e humor

Eu adoro ir à feira, gosto das cores, gosto do cheiro, gosto do clima que envolve. Aqui no Rio os feirantes dão muitas frutas pra gente provar. As crianças pequenas vão de carrinho tomar o café da manhã na feira. A Sofia fazia muito isso. Os turistas estrangeiros ficam maravilhados. E eu me divirto com a "filosofia de feirante", com as frases que eles soltam aos berros, A desse final de semana foi : "se gritar fosse bom porco não morria.". Ri sozinha!


  • Natureza e Alegria

Fotos enviadas pela Renata Mello.

Criança brincando solta, gastando energia de maneira positiva, em contato com a natureza e com muitas amigas.


  • Calor, frescor e diversão




Teve piscina e muita brincadeira: navegação no bote, saltos, Marco Polo, tubarão silencioso entre outras que garantiram a diversão e espantaram o calor.

Um final de semana cercado de cuidados, carinho e brincadeiras.

Este post faz parte da BC Coisinhas de Findi proposta pela Camila do blog CasaMila.



sábado, 24 de janeiro de 2015

BC A Semana 50

Essa semana foi marcada pela alegria de ter a Ana Luiza de volta depois de onze dias em Barra Grande. Ela chegou linda, sorridente e cheia de novidades.



- Li e reli o livro "As 5 linguagens do Amor" e fiz alguns paralelos com os outros dois: "As cinco linguagens do Amor das Crianças" e "As cinco linguagens do amor dos adolescentes". Uma leitura que me fez bem, me deixou mais leve e me fez bem. Ainda vou fazer um post mais detalhado sobre esses livros.




- Pratiquei bastante a linguagem do amor "Atos de Serviço" com a família. Ações que pratiquei com carinho, com espírito positivo, me doando e que assim se tornam verdadeiras expressões de amor.

Fiz essa batidinha de cereja bem refrescante e gostosa. Usei leite de coco caseiro (expliquei AQUI como se faz) que eu tinha congelado e cerejas frescas. Batido liquidificador com um pouco de mel. Ficou uma delícia e foi um carinho para a família.


O marido me pediu pra fazer algo gostoso e eu fiz esses bolinhos de estudante (tem a receita neste post AQUI) recheados com queijo de coalho e coco ralado (aquele que sobrou ao fazer o leite de coco). Para ser mais rápida, evitar frituras e calor na cozinha, eu fiz na cupcake maker. Mais um quitude delícia que foi um verdadeiro carinho.


O marido me pediu pra fazer um arroz com ovo e eu aproveitei para uma declaração de amor (eu estava apaixonada mesmo nessa semana), fiz o ovo em formato de coração. Para as filhas eu fiz essa carinha divertida.


A Ana Luiza me pediu algo gostoso e eu fiz um smoothie de banana com Nutella. Ficou divi e nem deu tempo de fotografa.

- Levei a Sofia, que está sempre acompanhada de uma amiga, para cortar o cabelo. Ela estava deixando crescer para doar, mas não aguentou o calor.



-  Fui ver o filme "O Crítico". A expectativa era muita, pois o filme está superbem falado. Eu gostei da história, é uma comédia romântica que me fez dar algumas risadas, mas no geral achei o filme um pouco chato, em algumas partes ele se arrastou. Mas foi bom dar uma saída sozinha, relaxar, focar somente em mim e me recarregar.


- E na hora do almoço, o que a pessoa fez? Foi ver a exposição "Thanara Schörnadie - Meu Pedacinho de Chão", na Biblioteca Parque. Linda, encantadora. Falei dela neste post AQUI.



- Encontrei as amigas para uma conversa animada, com muitos risos, troca de carinho e presentes. Presentear também é um ato de amor, é uma forma de demonstrar que pensamos na pessoa, que lembramos dela. 


- Fui conhecer um lugar novo para mim lá em São Cristóvão. Um happy hour com amigos de trabalho regado a muito pastel. Muito bom! Teve até pastel de brigadeiro com nozes e damasco. 


Arrumar tempo para fazer coisas boas, para cuidar do outro, para cuidar de si, para fazer passeios, enfim, para "fazer atividades de qualidade é criar um banco de memórias". É muito gratificante poder acessas essas memórias e ver quanta coisa boa criamos, doamos e recebemos. E como ter tempo para faze essas coisas? Primeiro entendendo que elas são essenciais para nossa saúde, para nossos relacionamentos e para nossa alegria. Depois planejando, priorizando e abrindo mão de algo sim.

Este post faz parte da Blogagem Coletiva "A Semana" proposta pela Fernanda Reali. Passe lá para ver como foi a semana das outras amigas participantes. Essa blogagem é um estímulo a aproveitarmos mais as nossas semanas.

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Museu Nacional de História Natural - Reabriu

Se tem um passeio que eu gosto muito de fazer com as crianças é ir a museus. Já falaei bantante aqui no blog sobre alguns museus que já visitamos no Rio e em viagens, já fiz também um post com 9 dicas pra tornar a visita aos museus mais interessantes para as crianças.

Passear por um museu é uma ótima opção sempre, mas nas férias, quando nós mães, estamos loucas atrás de programação pras crianças, o museu se torna uma carta na maga irresistivelmente divertida e barata.

Foi com muita, mas muita tristeza que eu fiquei sabendo do fechamento do Museu Nacional de História Natural que fica Na Quinta da Boa Vista. E o´motivo vergonhoso foi falta de verba para a segurança e limpeza.



E agora, foi com grande alegria que fiquei sabendo da reabertura do museu a partir de hoje.



O Museu Nacional é lindo, fica na Quinta da Boa Vista que também é linda e ainda é perto do Zoológico. Ou seja, pra quem estiver com bastante disposição este pode ser um passeio três em um. Eu já fiz várias vezes com as crianças.

Estando no museu a área com os fósseis e esqueletos da preguiça gigante


e animais pré-históricos encanta.


Na parte dos indígenas podemos ver um pouco das nossas raízes e aprender sobre o essencial e a simplicidade da vida.

"Uma árvore lhes basta para o necessário da vida; com as folhas se cobrem, com o fruto se sustentam, com os ramos se armam, com o tronco se abrigam e com a casca navegam" Padre Antonio Vieira


O acervo do museu é muito rico, graças a nossa família imperial que gostava de paleontologia e cultura em geral, e conta com meteoritos logo na entrada, múmias egípcias (essa parte encanta e arrepia)




Tem objetos diversos de culturas variadas.

A lula gigante também é uma atração.



A exposição "insetos - armados por natureza", que é relativamente recente, também é fascinante.


As cores, o brilho, os detalhes chamam a atenção.


O museu é lindo cheio de atrativos por dentro, mas vale a pena lembrar de dar uma olhada pelas enormes janelas e apreciar a vista.



Momento Recordar é Viver.


A primeira visita da Sofia ao Museu Nacional foi em 2009 em um passeio três em um que fizemos: zoo, Quinta da Boa Vista e Museu. Foi um passeio em família e a princípio despertando interesse na Ana Luiza e a na Sofia (coisa difícil na época por causa da diferença de idade - Ana Luiza -10 anos e a Sofia -3 anos). Mas foi mais ou menos assim: estando no zoo Sofia queria ver o hipopótamo e a Ana Luiza os pássaros. Sofia queria ir no parquinho e a Ana Luiza não entrava mais no parquinho. Sofia queria tomar sorvete e a Ana Luiza queria ver os peixes. O jeito foi conciliar daqui, negociae dali e fazer um programa agradável  e interessante para todos. Mas no museu, não teve essa!  As duas se interessavam por tudo.




E aqui a Ana Luiza em dois momentos.


quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Biblioteca Parque - Exposição Meu Pedacinho de Chão


Eu já fui algumas vezes na Biblioteca Parque, que está sensacional e vale muito um passeio, mas todas sempre muito rapidinho. Eu quero voltar, levar as filhas, fazer o passeio com calma e explorar bem cada cantinho.

Nessa semana eu fiz mais um passeio rápido à Biblioteca Parque, que fica bem no coração do centro do Rio, bem perto do burburinho da Saara, com o objetivo de ver a exposição "Thanara Schörnadie - Meu Pedacinho de Chão".


Foto obtida na página da exposição AQUI


A exposição traz os figurinos da novela "Meu Pedacinho de Chão", exibida pela Rede Globo entre abril e agosto de 2014. A novela encantou pela singularidade e criatividade de seus figurinos.

Realmente são lindos!

Um dos figurinos do personagem Ferdinando vivido pelo ator Johnny Massaro. O material usado para dar esse colorido cheio de detalhes foi: napa, tafetá, tecido emborrachado e tela de plástico.

 exposição Meu Pedacinho de Chão na Biblioteca Parque


Vestido lindo, delicado e todo trabalhado no detalhe, da personagem Pituquinha interpretada pela atriz Geytsa Garcia.

 exposição Meu Pedacinho de Chão na Biblioteca Parque

Olha que delicadeza!

 exposição Meu Pedacinho de Chão na Biblioteca Parque


Para dar vida ao Serelepe, as roupas do ator Tomás Sampaio tinham de tudo: nylon, tecido emborrachado, plástico, algodão, brim, acetato, plástico refletivo, formas de silicone e até

 exposição Meu Pedacinho de Chão na Biblioteca Parque

carrinhos de plástico. Lindo e divertido!

 exposição Meu Pedacinho de Chão na Biblioteca Parque

E os vestidos da professora Juliana, vivida pela atriz Bruna Linzmeyer, que encantou com o seu cabelo rosa e seu jeito meigo? De cair o queixo!

 exposição Meu Pedacinho de Chão na Biblioteca Parque

Combinação de cores que encanta.

 exposição Meu Pedacinho de Chão na Biblioteca Parque

Os sapatos são um espetáculo à parte.  Além das roupas, estão expostos vários acessórios que ajudaram a compor a magia dessa novela.

 exposição Meu Pedacinho de Chão na Biblioteca Parque

Eu fiquei encantada com os bustos dos vestidos.

 exposição Meu Pedacinho de Chão na Biblioteca Parque

Muito detalhe, muita cor, muita textura que estimulam o nosso imaginário.

 exposição Meu Pedacinho de Chão na Biblioteca Parque

Bom, eu fiquei me imaginando dentro desses figurinos, circulando pelo cenário do folhetim e envolvida em toda aquela magia.

E falando em cenário, lá embaixo tem algumas peças.

 exposição Meu Pedacinho de Chão na Biblioteca Parque

Como o cavalo do Zelão, algumas árvores bem floridas e alguns animais.

 exposição Meu Pedacinho de Chão na Biblioteca Parque

Ao todo são 42 peças que encantam e nos transportam para o mundo da fantasia. Vale a pena a visita à exposição e à biblioteca. As crianças vão adorar o passeio.

A exposição ficará em cartaz na Biblioteca até o dia 8 de Março. E o horário de funcionamento é de terça a domingo, das 10h às 20h.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
▲ Topo