terça-feira, 15 de abril de 2014

Rugas - BC Fotos #10

Rugas foi o tema da BC de Fotos proposta pela Dani Moreno para esta semana.




Só a Dani Moreno junto com a Fernanda Reali, que deu a sugestão do tema, para me darem coragem (mas nem tanto) para mostrar as fotos da aplicação de botox e preenchimento que eu fiz.

"É de se comemorar que as pessoas aparentem ter menos idade do que realmente têm e que mantenham a vitalidade e o bom humor intactos – os dois grandes elixires da juventude. No entanto, cedo ou tarde (cada vez mais tarde, aleluia), envelheceremos todos." Martha Medeiros em "Morrer em vida é fatal".

Por mais que eu mantenha o meu bom humor, que procure estar sempre aprendendo coisas novas e reinventando a minha rotina, atitudes que acho fundamentais para manter a minha vitalidade, o tempo traz as rugas. E se hoje temos artifícios, além dos cremes hidratantes, não tão invasivos quanto uma cirurgia, por que não aproveitá-los? Se dar um up no visual vai fazer bem para o meu humor e para a minha autoestima, então vamos lá. Vamos encarar!

Pra mim o ideal é fazer "os retoques" antes que esteja tudo muito caído. E o efeito seja apenas de suavizar e levantar a aparência sem mudar os traços e as expressões.

Fiz preenchimento na testa, na dobra do nariz, na lateral da boca, para diminuir aquela impressão de boca de ventríloquo e na dobra acima do queixo. Apliquei um pouco de botox na lateral dos olhos para suavizar as rugas e levantar um pouco a pálpebra (essa pálpebra meio caída dava uma aparência de tristeza, mesmo estando feliz).


Antes e depois da testa.


Antes e depois da boca. A foto do depois foi feita no dia seguinte, então ainda tinha algumas marcas.


Eu fiquei muito satisfeita com o resultado. Atualmente, depois de um ano e quatro meses após esse tratamento, ainda percebo os efeitos, mas já vou fazer um retoque.

Cuidar da aparência é mais fácil porque temos artifícios concretos como cremes, protetores solares, tratamentos dermatológicos e até cirurgias. Mas como rejuvenescer o espírito e a mente que são mais importantes?

A Martha Medeiros em "Morrer em vida é fatal" dá uma sugestão:

"Essa é a ardileza da passagem do tempo: ela não te sossega por dentro da mesma forma que te desgasta por fora. O corpo decai com mais ligeireza que o espírito, que, ao contrário, costuma rejuvenescer quando a maturidade se estabelece.
Como compensar as perdas inevitáveis que a idade traz? Usando a cabeça: em vez de lutarmos para não envelhecer, devemos lutar para não emburrecer. Seguir trabalhando, viajando, lendo, se relacionando, se interessando e se renovando. Porque se emburrecermos, aí sim, não restará mais nada."

Mais importante do que uma aparência jovem é uma mente atenta, dinâmica, alegre. Mais importante do que manter o rosto liso é manter a vontade de aprender.


Aqui fotos que a Ana Luiza fez da enrugada mais linda e de espírito sempre jovem, brincalhão, alegre e bem-humorado.



domingo, 13 de abril de 2014

A Semana - Post #9

Essa semana foi punk! Poderia dizer que foi do tipo tensa, densa e intensa. Mas nem tudo foi espinho. Tive muitas flores no meu caminho.


- Passeio da escola com a turma da Sofia no Parque da Catacumba que eu contei AQUI.


- Mais uma semana de provas das filhas e muito estudo por aqui. Eu preparei exercícios para deixar para a Sofia fazer e sempre coloco um bilhetinho, um incentivo, um carinho.


- A dieta para perda de peso foi intensificada e o resultado compensou as restrições. 

- Almoço com o marido fazendo escolha que estava de acordo com a dieta: roast beef com salada.


- Fiz lanche especial para as filhas. Afinal, quem está de regime sou eu e elas estavam merecendo uma gulodice.


- O esmalte da semana foi uma inspiração na filha linda e amada. 


- A encomenda feita à amiga Cici, do blog C de Cici, chegou. Ovos de Páscoa de colher. Lindos, caprichados e as meninas adoraram.


- Teve mãe cansada que cochilou abraçada com a filha de quatro patas.


- O ritmo no trabalho foi tenso e justamente por isso a pausa para um almoço com as amigas em local agradável fez toda a diferença. Essa "Salada da Quinta" cai muito bem em qualquer dia da semana.


Esses foram momentos simples que fizeram a minha semana ficar muito melhor.
Este post faz parte da Blogagem Coletiva "A Semana" proposta pela Fernanda Reali. Passe lá para ver como foi a semana das outras amigas participantes. Essa blogagem é um estímulo a aproveitarmos mais as nossas semanas.

sexta-feira, 11 de abril de 2014

Parque da Catacumba mais uma vez

Taí um passeio que a gente curte muito: o Parque da Catacumba. Já falei dele AQUI e AQUI. Mas dessa vez o passeio foi diferente por ter sido organizado pela escola e ter a companhia dos amigos.


O parque tem uma área verde muito exuberante e a trilha para os dois mirantes é bem marcada. Não precisa de guia e não tem como se perder.


Temos que estar atentos pois a subida é grande e poder ser surpreendidos pela beleza da natureza.


Ou pelas obras de arte espalhadas que convivem belamente nesse cenário.


O bom é fazer a subida com calma, observar os detalhes, o colorido e registrar.


Somente quando chegamos ao primeiro mirante é que realmente ficamos sem fôlego. A vista é de tirar o fôlego!


Depois de descansar admirando o visual seguimos para o segundo mirante e já podemosperceber o que nos aguarda.


Outros pontos de vista sensacionais.


Na descida aproveitamos para relaxar, beber água e fazer um lanchinho em um dos diversos bancos espalhados pelo parque.


Agora até dá para explorar a escultura gigante.


E para finalizar com chave de ouro, mais aventura no arvorismo e na tirolesa.


Vale muito a pena o passeio. Para saber mais sobre a "aventura" basta entrar neste post AQUI. Para saber mais sobre a trilha basta clicar neste post AQUI.

quarta-feira, 9 de abril de 2014

A maternidade me estimula, minhas filhas me incentivam.

Que a maternidade nos ensina muita coisa, isso ninguém tem a menor dúvida. Eu revi muitos dos meus conceitos e mudei algumas prioridades na minha vida. Aprendi, como todas as mães aprendem, a ser mais tolerante,  mais paciente, a dar mais valor ao sentimento do outro,  a prestar mais a atenção no outro e procurar entender as necessidades dele. Aprendi o que é amor incondicional.

Que as minhas filhas me estimulam a cada dia isso eu não tenho a menor dúvida. E o melhor é ser estimulada a fazer coisas que eu nunca tentei fazer.

Por exemplo, as minhas habilidades culinária eram muito poucas. Eu cozinhei um pouco quando criança, por volta dos 10 aos 15 anos de idade, e depois parei. Eu tinha até me esquecido dessa fase de interesse culinário. Mas quando a Ana Luiza começou a comer eu despertei para a forma de preparo doa alimentos. Primeiro porque eu quis fazer as papinhas delas, queria apresentar novos sabores. Tive vontade de experimentar. Hoje me interesso por receitas, por cursos de culinária e faço pratos que eu jamais imaginei que faria. Até arrisco umas comidas divertidas. Isso pra quem nunca tinha feito um arroz até as filhas começarem a comer (na época de criança eu fazia panquecas, empadas, biscoitos, bolos e doces).

A Ana Luiza sempre gostou de ler e escrever. Teve uma fase dela pequena que dizia que ia ser escritora. E foi nessa época que ela cismou que queria ler histórias feitas por mim. Mas como assim? Eu não sei fazer histórias! Mas mãe estimulada por filho se vira nos trinta, né? E até fiz algumas histórias para a Ana Luiza ler como "Fadas do Arco-Íris", que eu postei AQUI. Me arrisquei até a fazer algumas histórias abordando o conteúdo escolar.

Foi através da Ana Luiza também que eu conheci a palavra blog e foi ela quem me estimulou a ter o Inventando com a Mamãe. Falei disso nessa matéria no IG sobre Geração Z e para o jornal de Goiás e Tocantins.

A Sofia gosta muito de desenhar e pede para que eu faça desenhos para ela. O problema é que desenho nunca foi o meu forte. Só sei fazer aquele desenhoda casa com uma árvore ao lado e um jardim na frente. Aquele desenho bem infantil, sabe? Aquele que remete à infância. Mas a Sofia não se contetou, disse que eu desenho bem demais e que eu posso desenhar qualquer coisa que ela vais gostar.

Então, com esse incentivo todo fiz as casas.



Arrisquei algumas árvores.


Aproveitei um elemento do jardim. 


Colori os mesmo cogumelos.



O importante as histórias e os desenhos feitos por mim deixam as minhas filhas felizes. E o melhor, fazem em me sentir feliz por isso. 

A maternidade me estimula constamente a ser uma pessoa melhor do que eu fui ontem. As minhas filhas me incentivam a arriscar, fazer coisas que eu não faria. 

segunda-feira, 7 de abril de 2014

Tem legume escondido na gelatina


Quando as minhas filhas eram pequenas eu fazia as gelatinas em casa utilizando a incolor com suco natural de frutas e nada mais.

Gelatina com legumes

A partir dos dois anos de idade de cada uma eu acabei apelando para a praticidade da gelatina pronta. Mas mesmo assim dá para dar uma "enriquecida" no modo prático de preparo da gelatina.

Uma alternativa que eu acho bem interessante é fazer a gelatina com água de cozimento de alguns legumes. Por exemplo: cozinhou beterraba? Então aproveita aquela água rosa para fazer a gelatina de uva, cereja, framboesa ou morango.

Já a água do cozimento da cenoura pode ser utilizada para fazer gelatina de tangerina, maracujá ou abacaxi.

Gelatina com água de legumaes

Já experimentei também utilizar a água que ficou verdinha após o cozimento do espinafre ou da couve para fazer a gelatina de limão.

Outra opção é colocar frutas dentro da gelatina. Neste caso precisamos ter cuidado com algumas delas como abacaxi, kiwi e mamão frescos. Com essas frutas a gelatina não endurece.

Fizemos uma gelatina de tangerina com suco natural e frutas que ficou uma delícia. Para ver a receita é só entrar neste post AQUI.

Esse post faz parte da Blogagem Coletiva de Receitas Saudáveis do Recanto das Mamães Blogueiras. Venham ver as outras dicas e quem sabe participar também.
 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
▲ Topo