terça-feira, 12 de setembro de 2017

Filme "Os Nossos Meninos" - Para todos os pais


Está em cartaz nos cinemas o filme “O Jantar” com Richard Gere, adaptação do besteseller de Herman Koch, de mesmo nome.

Antes de assistir a esta nova adaptação resolvi conferir a versão italiana para a história que aborda qual o limite da ética dos pais quando o assunto são os filhos. Até onde os pais vão por seus filhos?

“Os Nossos Meninos” é o título em português para o italiano “I Nostri Ragazzi”.



Filme para pais de adolescentes


A história gira em torno de Massimo e Paolo, dois irmãos com visão de vida opostas.

Massimo é um advogado bem-sucedido, um pai mais ausente que prioriza o trabalho à família. Paolo, um pediatra empenhado socialmente, atencioso com a família e que procura um equilíbrio entre a vida pessoal e profissional.

Massimo mais pragmático e objetivo. Paolo mais emocional e sensível. A diferença de personalidade dos dois e o caminho profissional de cada um fazem com que eles tenham visões éticas completamente diferentes.

Apesar disso, como forma de sustentar a tradição italiana de manter a família unida, encontram-se, uma vez por mês, em um mesmo restaurante de luxo. A tradição se repete há anos e a conversa gira em torno do superficial: receitas de cozinha, a estreia do último filme francês, o aroma frutado de um vinho branco ou de mais um escândalo de corrupção. O que já é suficiente para que as
diferenças surjam e as críticas ao modo de vida de cada um também.

Os filhos de Massimo, Benni, e Paolo, Micheli, ambos com 16 anos estudam na mesma escola e, além de primos, são amigos e estão vivendo o processo da adolescência juntos, porém com dilemas diferentes.

Em uma determinada noite, as câmeras de segurança filmam um episódio de violência urbana. As famílias constatam que seus filhos podem ter cometido o tal ato criminoso.

A partir daí começam a ter reações diversas. Como agir em tal situação? Diante do xeque-mate, começam a questionar seus valores, princípios e deveres éticos para decidirem qual passo devem tomar para resolverem o problema.

O filme trata de questões familiares, do papel dos pais, fala levemente da importância dos pais acompanharem o acesso à internet (é através de vídeos violentos que a violência dos adolescentes é estimulada), e fala principalmente moral, ética e proteção familiar, onde a escolha é sempre difícil.

Faz pensar em como é fácil sermos morais e éticos quando somos apenas espectadores da situação. E quando somos os atores principais? Vamos agir  conforme nossos conceitos e valores? 

O filme vale muito a pena e o final é surpreendente.







Você pode me encontrar também
A Autora:
Chris Ferreira

Chris Ferreira

Eu, uma mãe integral mesmo trabalhando em horário comercial, que procura equilibrar os diferentes papéis da mulher com prioridades e alegria.

Acredito que podemos levar a vida a sério, mas de forma divertida e é isto que eu tento mostrar no blog.

Google +

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pin It button on image hover
▲ Topo