terça-feira, 10 de março de 2020

Medina de Chefchaouen - A Pérola Azul do Marrocos

Já vou avisando que vou pirar neste post. Não tem como economizar nas fotos. Não tem como ser sensata e selecionar apenas algumas. Não adianta! Eu pirei na Medina de Chefchaouen.


Chefchaouen, a cidade azul do Marrocos é aquele tipo de destino que tem que fazer parte de qualquer roteiro pelo país. É imperdível! Não é à toa que é uma das cidades mais famosas entre os turistas.

No nosso caminho de Tanger para Rabat tinha uma "Pérola Azul" Marroquina, a cidade de Chefchaouen. Eu já imaginava pelas fotos que tinha visto que seria realmente um lugar belo. Mas eu realmente não fazia ideia do que me esperava. Porém, algo no caminho já me sinalizava que o dia seria de ótimas surpresas. 



Assim que pisamos em Chefchaouen e começamos a caminhar pela cidade, os meus olhos sorriram instantaneamente. Encantada e meio hipnotizada com os tons de azul das construções.


Os pés de laranjas pelas calçadas, as carrocinhas padronizadas que vendia suco da fruta, as flores nas jardineiras, as pinturas nas pardes, as placas de sinalização em árabe, as pessoas circulando nas ruas, o cheiro de peixe de uma barraca de feira, o cheio do chá de menta na porta de um bar. Tudo era sensação despertada.


Praticamente todas as cidades do Marrocos possuem a parte antiga. Chaouen, para os íntimos (e eu já queria ser íntima daquele pedaço de céu na Terra) está dentro dessa estatística. Era para lá que nos direcionávamos, a Medina Chefchaouen. A nossa entrada foi pela Bab El-Ain, uma das portas da ao longo da muralha que delimita a Medina, construída no reinado de Muley Ali Ben entre 1471 e 1511. Tem tempo isso! E tem muita história por essa porta.




Mas vou confessar, eu já estava tão encantada com a parte nova de Chefchaouen e o tanto de coisas que tínhamos para explorar do lado de fora da Medina, que a minha primeira sensação entrar nesse arco foi de "puxa vida!".

Toda essa sensação de quero ficar mais tempo lá fora se transformou em quero ficar aqui dentro e explorar cada cantinho assim que ultrapassei a porta, avistei a primeira fonte e o que se abria ali dentro.


Um mundo azul decorado com detalhes que encantam.



Tudo, simplesmente tudo na Medina de Chefchaouen é tingido de azul. Paredes, portas, janelas, chão, etc.


Dentro da Medina, com suas milhares de vielas estreitas e casas caiadas os tons de azul se intensificam.
 


E os outros detalhes se destacam.
 


Descobrir becos e escadas.
 


Observando cada detalhe azul desse paraíso é como se perder no tempo. Não sei se a tranquilidade que o local emana vem do azul, ou se realmente ali o tempo passa mais devagar.



É impressionante como os moradores locais dão um toque de arte com simplicidade e criatividade a cada cantinho. Um simples canteiro ganha charme com pedaços de azulejos.




As portas e entradas das casas são um convite a imaginar como a vida segue lá dentro.
   



Será que é com a mesma tranquilidade que segue do lado de fora?

 



Já em outra viela o acesso a uma casa inspira um certo mistério. Quem vive naquela porta entreaberta no topo dessa escada estreita?

   


Azulejos, vasos, tapetes, tudo é usado para compor o cenário e colorir esse pedaço de céu.
   


Mais uma porta belíssima e aberta. Será que é um convite para entrarmos? Eu não arrisquei.

   


Assim como a cor azul, os gatos são figurinhas fáceis nos caminhos da Medina.

   


Os Souks (lojinhas de tudo que é tipo de produto) também estão espalhados pelas vielas. O azul parece que intensifica e destaca as cores dos produtos expostos e pendurados pelas paredes.

   


Um convite para uma foto.

   


Aliás, a Medina como um todo é um convite para fotos, muitas fotos. Isso justifica este post está cheio delas, né?
   




Passear pelas Medinas das cidades do Marrocos é sempre interessante, divertido, um estímulo a todos os nossos sentidos. Mas a Medina de Chefchaouen se torna especial, única, justamente por causa do azul.

Reza a lenda que todo esse azul da medina de Chefchaouen foi utilizada inicialmente pelos judeus, que faziam alusão aos objetos sagrados do Velho Testamento, que eram tingidos de azul, servindo assim como lembrança do poder de Deus sobre os judeus. Outra lenda sobre a motivação do azul é que a cor azul simbolize o próprio paraíso. E a terceira hipótese é que a cor azul tenha sido usada para espantar mosquitos. Será? Realmente eu não senti nenhum mosquito por lá.

Foi realmente maravilhoso explorar a Medina de Chefchaouen, o melhor passeio a fazer na cidade. Durante a nossa caminhada fizemos uma pausa para almoço no restaurante Casa Andaluz com decoração e comida típica, e atendimento gentil e espirituoso como é comum no Marrocos.




Depois de muito caminharmos e ouvirmos histórias sobre Chefchaouen seguimos nosso caminho em direção a Rabat. Já na estrada olhei para trás como quem queria absorver um pouco mais daquele lugar que vai deixar saudade e talvez eu nunca retorne,

Ali no alto da cidade de Chefchaouen, no topo da montanha deu para avistar a Medina Azul fundada em 1471 por mouros vindos de Andaluzia após a Reconquista, cidade que acolheu também, judeus de diversas partes da Espanha que fugiam da Inquisição Espanhola. E que hoje acolhe seus moradores e os turistas que ali chegam cheios de curiosidades. 



Esse é o nono post do projeto #100EM1 que consiste em visitar 100 lugares no período de 1 ano e vi no blog Parafraseando com Vanessa. Achei que o projeto é uma ótima oportunidade para nos estimular a sair da rotina, buscar o novo, trazer aprendizado e reflexões. Dessa vez conheci um local novo dentro de um já conhecido.

Outros posts sobre o Marrocos:

- Pra cá de Marrakech;
- Jardim Majorelle;
A Autora:
Chris Ferreira

Chris Ferreira

Eu, uma mãe integral mesmo trabalhando em horário comercial, que procura equilibrar os diferentes papéis da mulher com prioridades e alegria.

Acredito que podemos levar a vida a sério, mas de forma divertida e é isto que eu tento mostrar no blog.

Google +

12 comentários:

  1. Publicação fascinante. Deliciei-me com as fotos, embora o azul não seja a cor da minha praia. Gosto MUITO mais da cor vermelha, lol

    Que a felicidade marque residência em seu coração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ricardo, muito obrigada.
      Eu também gostei das fotos desse lugar. Foram tantas que foi difícil selecionar poucas. :)
      beijos
      Chris

      Excluir
  2. Uau, que lugar mais incrível, Chris. Nada que comentar sobre ele vai descrever o tanto que fiquei surpresa com esse lugar! ❤

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kaila, ele é de nos deixar sem palavras mesmo.
      beijos
      Chris

      Excluir
  3. Nossa, que lindo. Quanto azul maravilhoso. Com certeza quero conhecer esse lugar incrível. Amei as fotos.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi MOnique, é um lugar que vale a pena conhecer. Diferente de tudo.
      beijos
      Chris

      Excluir
  4. Nossa, todo esse azul me fascina, tenho acompanhado suas foto no Instagran, que sonho!!!
    abração, Chris, obrigada por com partilhar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dalva, que bom saber que você acompanhou no Instagram. Assim viajaste um pouquinho comigo.
      Beijos
      Chris

      Excluir
  5. Já estou ansiosa para ver os próximos post desse projeto
    Beijos ♡ Blog | Instagram | Youtube

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana, e eu estou ansiosa para visitar novos lugares e ter coisas para contar nos posts. :)
      Beijos
      Chris

      Excluir
  6. Que azul magnifico, que fotos lindas, que viagem sonho. Apaixonada demais, já quero conhecer pessoalmente

    Beijos
    www.pimentadeacucar.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ou Juliana, é muito lindo mesmo. Vale a pena conhecer um dia.
      Beijos
      Chris

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pin It button on image hover
▲ Topo