sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Bolo Húngaro de Natal

O Bolo Húngaro de Natal tem um cheiro, um sabor, uma textura... tudo muito especial e característico. Mexe com os sentidos. Me deixa com água na boca. Mesmo assim eu nunca tinha feito um.

Eu me lembro que há algum tempo, nem tão lá atrás assim, o tal do Bolo Húngaro bolo era exclusividade de Visconde de Mauá. Era só dizer que estávamos indo pra lá para alguém pedir para trazê-lo. Talvez por isso eu tenha achado que era algo muito difícil de fazer e mesmo gostando muito dele, nunca tenha nem pensado em tentar.

No final de semana passada eu estava caminhando na área da comidinhas da Babilônia Feira Hype com a Ana Luiza quando senti aquele cheiro de Visconde de Mauá. E ali em uma das barracas estava um bolo húngaro com uma cara maravilhosa. Mas eu resolvi que não iria comprá-lo. Iria fazê-lo em casa.

Fui na internet olhei várias receitas e todas eram bem semelhantes. Chamei a Sofia que prontamente ficou toda animada para nossa brincadeira culinária. Assim saiu o nosso primeiro bolo húngaro de Natal com muito orgulho, perfume, textura e sabor.

Receita de bolo húngaro


O que utilizamos:


- 1 xícara de chá bem cheia de farinha de trigo;
- 4 ovos;
- 2/3 de xícara de chá de açúcar mascavo;
- 1 colher de chá de bicarbonato de sódio;
- 1 colher de chá de fermento químico em pó;
- 100 gramas de castanha do Pará picadas;
- 100 gramas de amêndoas picadas;
- 100 gramas de nozes pecan picadas;
- 100 gramas de tâmaras secas sem caroço picadas;
- 100 gramas de damascos secos picados;
- 150 gramas de laranja e figo cristalizados picados;
- 1 colher de chá de canela em pó;
- 1 colher de chá de gengibre em pó;
- 1 colher de chá de essência de baunilha;
- 2 colheres de sopa da calda das cerejas.

Como fizemos:

Batemos os ovos rapidamente com um fouet e reservamos.

Picamos as frutas secas e reservamos.


Picamos as castanhas e reservamos.



Em um bowl grande misturamos as frutas secas já picadas com as castanhas. Fica um colorido bonito, né?




Adicionamos as especiarias (canela e gengibre), a essência de baunilha e a calda de cereja e misturamos. Acrescentamos os ovos batidos, demos aquele misturada em tudo e depois juntamos o açúcar, a farinha de trigo peneirada, o fermento e o bicarbonato também peneirados, sempre misturando. 

Colocamos a massa na forma para pão untada com manteiga e farinha (polvilhamos um pouco de canela com açúcar mascavo no fundo).

Levamos ao forno pré-aquecido a 180ºC por aproximadamente uma hora. Esperamos esfriar para desenformar e servir. 

Ficou maravilhoso!
Pois é, nossas dificuldades somos nós que criamos. Muitas vezes nos limitamos por dificuldades que estão apenas na forma como olhamos para os obstáculos.
A Autora:
Chris Ferreira

Chris Ferreira

Eu, uma mãe integral mesmo trabalhando em horário comercial, que procura equilibrar os diferentes papéis da mulher com prioridades e alegria.

Acredito que podemos levar a vida a sério, mas de forma divertida e é isto que eu tento mostrar no blog.

Google +

Um comentário:

  1. Cris, que tamanho de forma você usou para este bolo?
    Estou com vontade de fazer aqui, mas ainda não sei comparar a massa e a forma no olho.
    Beijos

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pin It button on image hover
▲ Topo