quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Abraçando os Jogos Rio 2016



Eu não me canso de falar que o blog me traz oportunidades incríveis de encontrar pessoas diferentes, estar em lugares que a princípio eu não teria acesso e conhecer mais sobre muitos assuntos. E mais uma vez isso aconteceu. Recentemente eu tive a oportunidade de visitar o Comitê Olímpico Rio 2016.


O evento levou blogueiros para conhecer o trabalho de sustentabilidade envolvido nos jogos olímpicos e paralímpicos. Eu não tinha a menor ideia de que rolava toda essa preocupação na organização dos jogos e muito menos tinha noção da dimensão do trabalho envolvido. Só posso dizer que fiquei maravilhada! 

A primeira parte do evento foi para falar sobre a pegada de carbono dos jogos olímpicos. Infelizmente eu não pude chegar para assistir essa parte, mas lendo o post da Luísa Classen, no "Luly de verdade", eu vi o quanto eu perdi de informação interessante.

Vocês sabiam que toda atividade humana gera emissão de gás carbônico? Por isso é tão importante pensarmos em como reduzir a emissão do carbono e os impactos na natureza. Então, vale muito a pena fazer uma visita ao post da Luly, "Por dentro do Comitê Olímpico Rio 2016", para ter mais informações e ainda ver fotos lindas.

A outra parte, que infelizmente eu também perdi, foi o bate-papo com o medalhista olímpico Ricardo Prado que é considerado o maior nadador brasileiro da década de 80 e é o Presidente do Conselho de Esportes Rio 2016. E olha que eu era fanzoca dele, tipo assim... tinha uma paixãozinha platônica quando o via dando aquelas braçadas, sabe? Pois é, não pude ouvi-lo contando das suas experiências como atleta e de como está usando essa vivência junto ao comitê para suportar os atletas durante os jogos olímpicos e paralímpicos de forma que eles se sintam confortáveis, em casa e apoiados.

Foto - divulgação Rio 2016

Finalmente eu consegui chegar ao evento e olha a minha entrada "triunfante".


Mas o quê essa mulher está fazendo de olhos vendados? Foi que eu cheguei justamente na hora da "aventura gastronômica surpresa": um brunch delicioso, com comidinhas saudáveis e sucos naturais, mas às cegas.

E qual o sentido disso? Além de ser uma experiência curiosa, divertida e instigante, nos faz pensar sobre as questões de acessibilidade e dificuldades que pessoas com deficiência vivenciam. Durante o almoço ouvimos o Marcos, que é deficiente visual, e um dos muitos com necessidades especiais que trabalham no comitê, contar um pouco sobre as dificuldades que ele vive no dia a dia, as superações e alegrias, e como é trabalhar no comitê. Na foto abaixo ele está explicando o que é futebol de 5, ou futebol cego. Ah, e o Marcos tem um blog, o "Histórias de cego".

Foto - divulgação Rio 2016


O comitê tem uma preocupação enorme com a acessibilidade, tem pessoas com todo o tipo de deficiência trabalhando em diversas áreas. E para que isso seja possível o prédio é todo preparado para recebê-los: tem informações em braile por todo o canto, piso tátil, corredores amplos, elevadores, etc. Tudo pensado e projetado de forma a tornar o acesso possível, confortável e tranquilo como deve ser.


Olha só que máximo esse painel em braile montado com bolinhas de tênis! E dá pra ver um pouco do piso tátil também.


Aliás, não foi só eu que pirei no painel.

Foto - divulgação Rio 2016

Depois desse almoço inusitado, emocionante e que aguçou os meus sentidos, fomos fazer um tour pelo prédio e conhecer ao vivo e a cores uma parte do trabalho de sustentabilidade do comitê. 

Durante o tour eu só pensava na Ana Luiza e em como seria proveitosa essa vista pra ela que está pensando em fazer algo na área de sustentabilidade, e arquitetura sustentável já foi uma das opções avaliadas.

Primeiro o prédio é todo modular, feito em contêineres e foi montado em blocos conforme a equipe de trabalho vai crescendo. O grupo começou com pouquíssimas pessoas (algo em torno de 40) e vai chegar a 8.000 de forma gradual. Sendo assim, o prédio vai crescendo conforme a necessidade. Isso evita o desperdício de luz e água, por exemplo. Imagina se a estrutura já estivesse sido projetada desde o início para abrigar 8.000? Imagina 40 pessoas usando luz como se fossem 8.000? Quanto desperdício! Além disso, quando o trabalho for finalizado após os jogos, o prédio será reaproveitado para outras necessidades. E esse é o pensamento para todas as instalações dos jogos. Por exemplo, a arena que vai abrigar o handebol, após ser desmontada vai se tornar quatro escolas.

Tá vendo esse jardim interno lindo e aconchegante?


Ali por baixo tem um sistema de coleta de água que é utilizada no equipamento de refrigeração do prédio, que só é ligado nos dias quentes diga-se de passagem. E depois essa mesma água que já sai quentinha do ar-condicionado é aproveitada nos chuveiros da academia e na cozinha. E nos dias em que os aparelhos não são ligados, como se esquenta a água? Com energia solar!

Toda a iluminação aproveita a luz externa e usa lâmpadas de LED que são mais econômicas. Tá são mais caras também. Mas exatamente por isso foi feito todo um levantamento de custo para comprovar que o custo de fazer o uso das lâmpadas LEDs por um período relativamente (quatro anos) compensa financeiramente. Afinal, a sustentabilidade implica em usar os recursos de maneira mais inteligente, evitando o desperdício, reduzindo a geração de lixo e sendo financeiramente viável.

As madeiras utilizadas na construção e decoração do ambiente são todas regulamentadas. Outro lance que eu achei sensacional foi que os designers e arquitetos foram desafiados a aproveitar todo o material utilizado. Então a sobra de material de uma peça deve ser usada para fazer outra.


Esse conceito foi utilizado também nos logotipos dos jogos: um para os jogos olímpicos (aquele da primeira foto que eu estou com o rosto dentro dele) e outro para o paralímpico.


O logo dos jogos paralímpicos é sensacional e sensorial. Claro, assim as pessoas com deficiência podem senti-lo, já que ele vibra ao toque, podem ouvi-lo, já que ele emite som, e uma luz acende e se movimenta. Um verdadeiro coração pulsando de emoção.



Foi muita informação legal no mesmo dia. Depois ainda fomos ouvir sobre todo o processo logístico que está por detrás dos jogos.


Mais uma vez o meu queixo caiu. É gigantesco! E mesmo assim, mesmo com toda a complexidade já inerente em um evento desse porte, a preocupação com a sustentabilidade se mantém e se reforça. Imagina que será necessária uma quantidade de geradores maior do que a que existe atualmente no país. Essa aquisição já se torna complexa pela quantidade envolvida e mesmo assim eles irão utilizar geradores movidos a óleo de cozinha reaproveitado. Todos os fornecedores precisam ser certificados e atender as exigências do comitê, como não ter trabalho escravo, não ter trabalho infantil, usar os recursos de melhor forma, etc. Nossa, é um trabalho muito amplo e consciente.

Eu fiquei bem impressionada e teria páginas e mais páginas pra contar. Já falei muito sobre essa minha visita com as minhas filhas e amigos. Um trabalho que dá orgulho de ver e vontade de participar. Eu fiquei superorgulhosa de ver o trabalho realizado pela equipe que minha amiga Juliana faz parte.

Todo esse investimento do Rio 2016 tem origem nas empresas patrocinadoras, não é dinheiro público, e pode ser visto AQUI. Assim como plano de gestão de sustentabilidade está disponível AQUI, o relatório de gestão da pegada de carbono dos jogos Rio 2016 também está aberto ao público AQUI. Toda essa transparência na condução do projeto se comprova nos documentos disponibilizados no site, é só clicar AQUI.

Esse trabalho lindo e envolvente me inspirou ainda mais a ficar ligada em ações sustentáveis que posso ter no meu dia a dia. Se eles podem fazer a parte deles em algo tão grande, nós podemos fazer a nossa parte em ações pequenas do dia a dia, né?

Outros blogueiros também escreveram sobre a visita ao Comitê:

- A vida como a vida quer - Conheci e aprovei o Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos #abracaRio2016;
- Inspiração Sustentável - Evento de sustentabilidade marca o lançamento do relatório de carbono dos Jogos Olímpicos 2016;
- Luly de verdade - Por dentro do Comitê Olímpico Rio 2016;
- Carioquíssimo - Rio 2016 lança Relatório de Carbono dos Jogos;
- Ecodesenvolvimento - Rio 2016.
A Autora:
Chris Ferreira

Chris Ferreira

Eu, uma mãe integral mesmo trabalhando em horário comercial, que procura equilibrar os diferentes papéis da mulher com prioridades e alegria.

Acredito que podemos levar a vida a sério, mas de forma divertida e é isto que eu tento mostrar no blog.

Google +

17 comentários:

  1. Noooooooooooooooooossa quanta informação legal tiveste oportunidade de ver e ter acesso! Muito lindo tido e adorei a parede com bolinhas de tênis...Tudo show! bjs,chica

    ResponderExcluir
  2. Chris, que projeto sustentável mais bacana!! Sério, fiquei aqui de boca aberta. É bom ver o Rio de Janeiro de braços abertos para causas sustentáveis assim.
    Ah fiz seu cupcake de laranja (mas fiz como bolo e acrescentei uma calda) postei lá no blog, tá?
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Nossa que oportunidade hem, parabéns super dicas e informações foram passadas através de post amei.

    ResponderExcluir
  4. Nossa quanta informaçao,eu nunca participei de nada desse tipo mas deve ser bom demais.Eu amo esses projetos.Bjo!
    www.mulherunika.com

    ResponderExcluir
  5. Muito legal essas ações sustentáveis pra gente ter um mundo melhor. Super bacana essa experiência.
    Bjks
    www.maevaidosa.com

    ResponderExcluir
  6. Que bacana, Chris!
    Estas oportunidades que o blog proporciona são sensacionais!
    Adorei.
    Bjks mil

    www.blogdaclauo.com

    ResponderExcluir
  7. Ai que legal, Chris! Quanta gente bonita e sorridente. E achei o máximo a proposta dos olhos vendados, já tava achando que você tava naqueles programas de auditório, hahaha! #maoe

    Um beijo,
    Re

    ResponderExcluir
  8. Demais, adorei seu passeio espetacular rsrsr Quantas coisas legais que poderiam ser divulgadas e esclarecidas. Que bom que vc compartilha com a gente.

    Bjos, Sheyla.
    http://blogdmulheres.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Nossa que evento maravilhoso , deve ter sido perfeito adorei a experiencia do almoço rs, deve ter muito trabalho pra deixar as olimpíadas perfeita adorei beijoos

    Blog Mariana Beira

    ResponderExcluir
  10. Cara Cris! Quanta coisa maneira! Eu tb não fazia a menor ideia q tinha tanto lance envolvido na preparação das olimpíadas e nem sabia q eles estavam com essa pegada sustentável toda. Agora eu fiquei mais feliz ainda em ter os jogos aqui no Rio.

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Adorei o post! Não sabia de todo este cuidado com o meio ambiente. Adorei as fotos tb, bjos!

    ResponderExcluir
  12. Adorei o post!! Super legal , adorei as fotos também! Beijão

    ResponderExcluir
  13. FILHA , VOCÊ TEVE UMA OPORTUNIDADE ESPETACULAR .....

    ResponderExcluir
  14. Chris que oportunidade maravilhosa de conhecer esse projeto hein e trazer tudo para nós adorei, muito interessante comer de olhos vendados. Que vc nos traga sempre novidades maravilhosas como essa. beijos
    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  15. Muito se fala em inclusão, mas pouca estrutura é oferecida para que esta realmente aconteça, e hoje ao ler seu post, vejo que há progressos neste sentido, pois a organização de um evento deste porte, pensada para acolher e contar com portadores de todo o tipo de deficiencia é algo simplesmente maravilhoso, é realmente uma excelente novidade...Que pena não ter tido acesso a este tipo de informação, acho que deve ser compartilhada, divulgada, pois é de ações assim que precisamos e queremos ver cada vez mais!!!
    Beijos!!
    Alessandra
    http://www.divatododia.com.br

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pin It button on image hover
▲ Topo