segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Natal, o bem-te-vi


Bem em frente ao nosso prédio tem uma árvore enorme, dessas com a copa bem cheia. Ali vários passarinhos fazem seus ninhos. E é nessa árvore que se trava uma batalha da natureza frequentemente: os micos, sabendo da existência dos ninhos, chegam pra se alimentarem. 

No início da semana quando eu estava saindo eu vi dois micos chegando e um bem-te-vi, que devia ser a mãe, fazendo voos rasantes e atacando os micos. Eu logo pensei em voltar pra casa, pegar algumas frutas e colocar para os micos se alimentarem, assim eles deixariam a bem-te-vi e seu ninho em paz. Mas achei que estaria interferindo na natureza. Com o coração meio apertado eu segui o meu caminho.

Ao retornar um filhotinho tinha caído do ninho e estava ao pé da árvore. Pensei em pegá-lo, mas novamente achei que poderia estar interferindo na natureza e achei por bem deixá-lo ali para a mãe poder encontrar o bichinho.

Dois dias depois o bem-te-vi ainda estava ali, sem a mãe aparecer e ficando cada vez mais fraco. Então, o Antonio o trouxe pra casa com a intenção de cuidarmos para que ele possa voltar para a natureza.


A princípio o colocamos em uma gaiola e deixamos a porta aberta.


Mas logo percebemos que ali dentro ele teria poucas chances de se desenvolver e transferimos o pássaro filhote para o chão da varanda. Assim ficaria mais fácil da Sofia, que ficou apaixonada pelo filhotinho, cuidar dele.


Como o bichinho caiu do ninho no dia do Natal, esse passou a ser seu nome.
No dia seguinte pela manhã bem cedo, todos dormiam, mas eu, mãe bem treinada que sou (além de ser mãe de duas, tenho irmã bem mais nova e já fui mãe de muitos gatos e cachorros) acordei ouvindo o canto do bem-te-vi e uns gritinhos. Dei um tempo pra ver se a mãe biológica aparecia para alimentar o Natal que estava faminto, mas nada. Então levantei e pra minha surpresa o passarinho já tinha dado alguns pulinhos, feito voos bem curtos e estava nos vasos das plantas.


Corri para preparar a minha mais nova especialidade culinária que é papinha pra passarinho bebê. Fiz uma mistura de mamão, banana prata e farelo para canário (era o que tínhamos em pleno final de semana onde as pet shops estão fechadas).


E olha só o bocão! O fato de ele estar perto das plantas o ajudou a aprender a limpar o bico. No primeiro dia a gente estava limpando com o dedo, mas agora ele mesmo já raspa o bico nos galhos.


Durante o dia ele grita pedindo comida e água praticamente de hora em hora. E essa foi a diversão da Sofia, cuidar do Natal. Ela arrumou uma maneira melhor de alimentá-lo que é com um canudo. Assim a comida vai bem dentro da boca. 


E Natal está aqui na varanda recebendo a atenção e carinho da família. Todos acompanhando o desenvolvimento dele e torcendo para que aprenda logo a comer sozinho e a voar para partir livre, leve e solto.


Até a Xina está com um interesse especial no nosso hóspede. Acho que ela também aprovou a papinha de passarinho bebê.



A Cláudia Pinto, do blog Arrumando a Casa e a Vida, também teve a experiência com um passarinho que caiu do ninho. No caso dela foi um sanhaço e ela contou a história emocinante AQUI.

Ensinar as crianças a amarem, respeitarem e entenderem a natureza ajuda no entendimento da própia existência, na importância da qualidade de vida, proporciona perspectiva de futuro. O contato com plantas e animais acalma, faz bem pra saúde. Participar do processo de preservação da natureza traz um entendimento maior da preservação da própria vida. O Natal em dois dias já está fazendo muito bem pra gente, proporcionando alegria e aprendizados. E a Sofia que detestava mamão passou a adorar. Agora é a segunda fruta preferida dela, só perde pra manga.

Editado em 01/01/2015

Nesses dias em que cuidamos do Natal, além de dar comida e água, tentamos ensiná-lo a voar e a comer sozinho. A Sofia leu na internet que o pássaro aprende primeiro a voar e somente depois disso aprende a comer sozinho.

Para que ele aprendesse a voar nós o colocávamos no dedo e balançávamos levemente pra que ele voasse até a plantinha mais próxima.



E assim ele foi tomando coragem, fazendo voos curtos.





Foi ficando mais forte e confiante.



Descobrindo novas possibilidades.


A Sofia espalhou comida pelos galhos das plantas e pelos vasos para que ele aprendesse a comer sozinho.


Hoje pela manhã bem cedo, o Natal me acordou berrando e pedindo comida. Achei que o grito e o canto dele estavam bem mais fortes do que nos outros dias. Dei a papinha de banana, percebi que ele comeu com muito mais força e vontade, fiz carinho na cabeça, no peito e voltei a dormir. Estranhei a demora do Natal para pedir comida novamente e pensei: ele já está crescendo mesmo, até o intervalo de alimentação já está mais espaçado. Quando fui até a varanda, cadê Natal? Tinha voado!

Fiquei feliz e apreensiva com as possibilidades de Natal nesse mundo afora. Mas como disse minha amiga Simone: filho a gente cria pra voar.
A Autora:
Chris Ferreira

Chris Ferreira

Eu, uma mãe integral mesmo trabalhando em horário comercial, que procura equilibrar os diferentes papéis da mulher com prioridades e alegria.

Acredito que podemos levar a vida a sério, mas de forma divertida e é isto que eu tento mostrar no blog.

Google +

18 comentários:

  1. Que lindo, Chris! Dá pra ver como ele já está bem, e esse tipo de coisa é otimo para as crianças aprenderem a cuidar e proteger os animais!
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. QUE LINDO ESSA DEDICAÇÃO DE VOCÊS POR TODA A CRIAÇÃO DE DEUS ..... ESTAMOS AQUI TORCENDO PARA QUE NATAL SE FORTALEÇA ,SE TORNE INDEPENDENTE E SIGA SUA VIDINHA LIVRE E FELIZ

    ResponderExcluir
  3. Chris, que doce postagem e que sorte você deu com ele! Eu já fui babá desses bichinhos, coloco-os no muro, mas não adianta! Eu tenho 3 ciprestes gigantescos no meu jardim e há muitos pássaros neles; eles vivem caindo os ninhos. Resolvi deixara por conta da natureza! Um grande abraço de Feliz Ano Novo!

    ResponderExcluir
  4. Que coisa mais linda ess Natal! Tão bom cuidar dos animais! E ensinar as crianças a fazer isso é bom demais. E que coisa mais fofa!! Eu teria dó de deixa-lo partir... #soudessas
    Beijos grandes
    Feliz 2015
    Adriana

    ResponderExcluir
  5. Que lindinho. A Sofia deve estar doidinha por ele.

    ResponderExcluir
  6. que post mais lindo.
    As vezes a gente pensa em nao interferir na natureza mas a natureza grita pela nossa interferencia.
    Parabens.

    ResponderExcluir
  7. Ai que lindo o Natal, tão novinho e já sofrendo sem a mamãe... ah natureza!
    Rs

    Adoreiiiii e parabéns por ter a paciência de cuidar do Natal.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Amiga, que lindo! Você tem um coração enorme e ensina isso pra suas filhas.
    bjs

    ResponderExcluir
  9. Emocionei! Já vinha acompanhando a história do Natal pelo face! Que lindo! Beijos

    ResponderExcluir
  10. Linda a história de vocês com o Natal. Essas minha sobrinhas são demais.

    ResponderExcluir
  11. Ah! Dá um vazio, não dá?

    O sanhaço daqui ficou no pé de acerola da vizinha, dava para eu vê-lo de noite e de dia, via também a mãe alimentá-lo, depois não vi mais.

    Vocês cuidaram muito bem dele.

    Que ele tenha uma boa sorte!!!

    ResponderExcluir
  12. Somos Primos da Elenara Leitão e temos na nossa janela do 10º andar um viveiro de pássaros, que nos visitam regularmente e nós os alimentamos a muitos anos ao ponto deles voltarem com os filhotes para serem alimentados.Somos visitados por varias espécies por ordem de chegada: cambacica,beija-flor, bem te vi, sanhaço, sabiá poka, joão de barro,pomba rola e um casal de canarinho-terra. Parabéns pelo contato imediato tão próximo com o filhote de bem te vi,nós tivemos também,mas traziamos os filhotes a noite e no outro dia levávamos para a mãe alimentar até que voassem.

    ResponderExcluir
  13. JÁ ME SENTIA AVÓ DE NATAL .... TÕ PREOCUPADA , TÔ FELIZ POR ÊLE ,MAS VOU FICAR COM SAUDADES ..... E OLHA QUE NEM CONHECI PESSOALMENTE .

    ResponderExcluir
  14. Ah que post mais lindo e emocionante. Que ele fique bem! Lindo gesto de vocês!
    Beijo, beijo!
    She

    ResponderExcluir
  15. Chris que história mais linda, que presente de Natal ... aprender com um bem-te-vi!

    Emocionante ... lindo mesmo!

    Beijos,
    Te espero no blog Mamãe de Salto

    ResponderExcluir
  16. hj trabalhando no campo vi um filhote ede bem te vi acabei me comovendo e levei pra casa ,to aprendendo a cuidar desse ser tão indefeso,at ele ficar forte e voar livre como Deus o criou.Achei muita linda a atitude sua de ensinar eus filhos a dar valor a s criaturinhas tão lindas como os pássaros.

    ResponderExcluir
  17. Me dá uma dica... qual ração sua filha começou a colocar nas plantas para o bem te vi aprender a comer sozinho? Resgatei um, e ele estava com a asa machucada... é filhotinho e agora come na seringa e tá tentando dar os primeiros voos. Se puder dar uma luz, agradeço! Leticia (Leca.veras@gmail.com)

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pin It button on image hover
▲ Topo