segunda-feira, 4 de abril de 2011

Fala do Cebolinha X Fonoaudióloga

A Sofia troca o "R" pelo "L". Sempre ouvi falar que essa troca de fonemas, conhecida como Síndrome do Cebolinha, é normal de ocorrer até os 5 / 6 anos. Fiquei tranquila aguardando a orientação da escola para procurar a ajuda de um(a) fonoaudiólogo(a). Porém, quando a Sofia estava com 4 anos ela mesma começou a ficar incomodada com o fato de não saber "tlemer a língua". Nessa época eu procurei a fono que fez uma avaliação. O laudo foi que a Sofia compreendia todos os fonemas corretamente, apresentava uma leve flacidez no lábio superior. E a indicação foi:

- não precisa de fono naquele momento;
- aguardar até 5 / 6 anos;
- tomar bebidas grossas de canudo (tipo iogurte);
- soprar bolas de sabão, encher balão, etc...;
- brincar com os sons do telefone (TRIM), do frio (BRRRRR). Brincadeira que não rolava com a Sofia. Ela dizia logo: - Eu não sei "tlemer a língua", não "quelo" essa "blincadeila".

E assim fizemos.

No final do ano passado, Sofia já com 5 anos e 1/2, procuramos um otorrino para verificar uma rouquidão recorrente. Tudo normal em relação as cordas vocais. Porém segundo o otorrino, os dois dentes da frente (incisivos) da arcada superior estavam projetados para frente e separados em função do freio do lábio superior estar muito baixo. Indicação:

- cortar o freio do lábio superior.

Só que para isso a Sofia passaria por um processo cirúrgico, anestesia geral, internação e tal.
Fui então procurar a dentista, que sempre a acompanhou e nunca sinalizou esse problema, para me certificar da necessidade. O parecer da dentista foi de que a Sofia não tem arcada dentuça. Provavelmente era um problema de postura da língua (empurrando os dentes para frente) ou de lábios flácidos (sem força para travar a projeção). Nesse ponto coincidiu com a posição da fono. E a indicação foi:

- Não cortar o freio superior;
- Esperar a troca de todos os dentes e o crescimento da Sofia para o freio se acomodar e ter uma posição definitiva;
- Procurar uma fono para avaliar a postura da língua e lábios.

Lá fui eu de volta para a fono. Dessa vez, com a questão da postura da língua, fui direcionada para outra fono. Avaliação: a Sofia não empurra os dentes com a língua, pois esta é curta. Não alcança o céu da boca devidamente e por isso ela não "treme a língua" e troca o "R" pelo "L". Indicação:



- Procurar um otorrino para avaliar a língua presa e cortar o freio da língua.

Ai, ai, ai, ai, ai. Vou pirar. Bom, até agora as indicações eram: corta freio superior, não corta freio algum, corta freio da língua. Qual seria a próxima?

Procurei outro otorrino, pois não ia voltar no primeiro dizendo que não iria cortar o freio superior e pedindo para ele avaliar o freio da língua, fato que ele não tinha percebido na consulta anterior. A avaliação do novo otorrino foi de que a Sofia não tem língua presa. E a indicação:

- Não corta freio nenhum. Nem de cima nem de baixo.

Agora eu estava no empate. Meio pirada. O meu coração pedindo para não cortar e deixar o tempo rolar.
Para desempatar, fui à pediatra da Sofia contei a trajetória e a opinião dela é de que não se corta freio algum, espera a criança crescer, dá o tempo normal dela se desenvolver, atualmente se exige uma perfeição das crianças precocemente, que o trabalho de fono é lento, etc...

Entre corta, não corta, corta, não corta. Não corta o freio saiu ganhando. O trabalho com a fono continua e eu estoucheia de exercícios para elasticidade do freio para fazer em casa com a Sofia. Mais uma tarefa de mãe.
A Autora:
Chris Ferreira

Chris Ferreira

Eu, uma mãe integral mesmo trabalhando em horário comercial, que procura equilibrar os diferentes papéis da mulher com prioridades e alegria.

Acredito que podemos levar a vida a sério, mas de forma divertida e é isto que eu tento mostrar no blog.

Google +

39 comentários:

  1. Qdo dá pra optar nao cortar nada, nao se corta nada, né? Que susto esse negócio de processo cirurgico. Tb to na luta do fono, Alana troca o L e o R pelo I, o F pelo RR e é rouca. Mas a rouquidao é pq tem paresia em uma das cordas vocais e traqueomalácia. Tudo por causa da prematuridade. Vamos lutando, que tudo se ajeita, sem cortar nada! bjs e bjs na Sofia

    ResponderExcluir
  2. Nossa, quantos diagnósticos!! Por isso é importante procurar mais de uma opinião quando o negócio é cirurgia. O bom é que a Sofia tem essa possibilidade, mas quantos milhares de brasileiros não podem ter essa escolha? Dependendo do SUS, são obrigados a aceitarem o que o médico diagnostica de primeira, senão perdem a vez na consulta e tem que esperar mais alguns anos para conseguir nova oportunidade.
    Minha irmã está cursando o último ano de medicina, e eu falo isso para ela, quando vc for médica, que atender no SUS, tenha certeza dos teus diagnósticos, e se tiver dúvida, procure algum colega para se certificar, mas não deixe que o paciente sofra as consequências de um orgulho bobo que eu sou médica e sei tudo! Espero que na prática ela seja humilde e pense no ser humano, né?
    Mas fico feliz que a Sofia não tenha feito cirurgia e espero que os exercícios da fono resolvam... heheeh

    Beijos
    Ana

    ResponderExcluir
  3. É difícil,não? Tantas opiniões nos piram...beijos e bons trabalhos!chica

    ResponderExcluir
  4. Oi Chris!!!

    Nossa, amiga, é uma coisa mesmo!!!! Essa corta, não corta é de deixar qq uma doidinha neh!!!

    Mas fiquei feliz com o final e já amei a pediatra da Sofia, só em ler a indicação dela. Concordo plenamente!!!! Tb acho que exigem demais das crianças! Poxa vida, ela nem trocou os dentinhos, e ainda está em processo não é mesmo?!

    A terapia com a fono é bem demorada mesmo, tb estou fazendo com o Luquinhas, como vc sabe. Mas é um tratamento que não "fere" a crianças e não força, neh, é preticamente natural e são exercícios lúdicos, até divertidos às vezes...

    E claro, cabe a nós, mães, ajudar nossos filhotes! A fono do Lu sempre fala que ela é apenas uma bengalinha, mas somos nós (eu e o pai) que faremos o traablho diário mesmo, focando nos pequenos exercícios... e é o que eu tenho feito!

    E tenho certeza que vc tb!
    E com a sua criatividade, Chris, tenho certeza que o tratamento da Sofia será um sucesso!

    Boa sorte, querida!!!!
    Mil beijos
    Ju

    ResponderExcluir
  5. Nossa, que maratona, não é? O pior é saber em quem confiar. Aqui em casa já tivemos dilemas como o seu em relação a urticárias - era ou não alergia? Devíamos ou não deixar que aplicassem adrenalina? Devíamos ou não deixar tratamentos com corticóides invadirem nossa rotina? Não é fácil porque, no fundo, no fundo, a decisão é mesmo dos pais que não estudaram medicina e, portanto, só podem contar com a intuição e o bom senso. Eu acredito que você está certa em esperar e que deve mesmo confiar no que seu coração de mãe diz sobre cada um destes médicos, e continuar com aqueles em quem você mais confiou. Boa sorte para as duas neste processo de exercícios e dedicação. Beijos

    ResponderExcluir
  6. O acompanhamento de um profissional deve ajudar a melhorar a dislalia (http://pt.wikipedia.org/wiki/Dislalia)
    sempre bom informar a outros pais.. o que for acontecendo boa sorte nesse desenvolvimento

    ResponderExcluir
  7. IXIII...
    chris....
    coisas de mãe...
    ter paciência e perseverança diante de tooooodos os problemas.
    logo vcs encontram a solução, a melhor solução pros eles da sofia e tudo se ajeita.
    bjo bjo bjo

    ResponderExcluir
  8. Chris, que bom vc dividir isso. Achei demais qdo vc escreveu que "atualmente se exige uma perfeição das crianças precocemente". É isso mesmo! Estamos cercadas de tantos especialistas que a gente não sabe qual caminho seguir.
    Passo situação semelhante em colocar ou não aparelho nos dentes da Stella de 5 anos e operar ou não o ouvido da Lia de 3. E quer saber? Das duas escolhemos dar tempo ao tempo. E torcer para tudo dar certo e a dona culpa não vir me assombrar...
    Bjos
    Priscilla

    ResponderExcluir
  9. Quando eu tinha a idade da Sofia eu não conseguia falar o R tambem. Fui treinando, treinando, ate conseguir sair primeiro o som do RR (o R longo, de rato por exemplo) mas não falava o R tremido, ai saida umas palavras estranhas, tipo barrata. Essa inclusive era minha palavra de treino, e eu treinava muito! Não sei o quanto meus pais me levaram em fono, e N outros medicos, não lembro. Mas lembro do dia que consegui falar BARATA direito, com seu R tremido e tudo. Foi uma vitoria!
    Assim sendo, torço que a Sophia tenha essa sensação, seja por qual meio for. E que um dia, logo loo ela se pegue mais pra Monica e menos ´pra Cebolinha^^
    beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  10. Nossa Chris, minha sobrinha de 5 anos também troca o R pelo L...o pediatra disse para esperar ate ela completar 5 anos, para entao buscar uma fono. Ela completou em dezembro..pelo jeito nao existe uma regra e sim um bom senso de cada pai, medico e fono. Bjs

    ResponderExcluir
  11. Essas contradições deixam a gente zonza mesmo né Chris?

    Nesses casos, seguir nosso instinto é a melhor opção.

    Bjs!!!

    ResponderExcluir
  12. Chris, boa sorte para vcs! Paciência é a palavra chave mesmo!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  13. Olá,

    Vim agradecer a visitinha´lá no meu cantinho e dizer que adooorei aqui!
    Com certeza vou voltar mais vezes.
    bjss
    Dani

    ResponderExcluir
  14. Chris, me interesso muuuito sobre esses assuntos! Com certeza vc tomou a melhor decisão para o momento.

    Aqui Pedro é ao contrário, parece o Galvão Bueno falando o "R" puxadão! ahhahaha... sou tranquila com essas coisas, deixo rolar, mas agora fiquei com a pulga atrás de orelha se não seria melhor levá-lo p/uma avaliação na fono...

    Bjo grande!

    ResponderExcluir
  15. Chris... quem naõ piraria???
    Estes médico nos deixam doidas, na verdade.
    Calma e paciencia.
    Bjs e boa sorte
    Ju

    ResponderExcluir
  16. Poxa que peregrinação Chris, é difícil confiar em um diagnóstico né? Meu filho tb tem a língua presa e a pediatra dele já havia me alertado desde que ele era recém-nascido, e quando ele aprendeu a falar ficou mesmo... mas ainda temos alguns anos pra esperar e decidir o que fazer... Bjs pra vcs!!

    ResponderExcluir
  17. Chris, que fofa a Sofia na foto.
    Os tempos são loucos mesmo, não sabemos em quem confiar, acabamos contando com aquele que temos afinidade, porque cada um tem um parecer diferente e nós feito bobas no meio de tudo. Gustavo e Melissa operaram a adenóide depois de passar por pediatra, fono e otorrino. Me arrependi. O Gu tinha 5 anos e agora cresceu de novo tem que operar de novo, mas não sei se vou deixar não. Os dois fazem fono oque acho mais razoável apesar de caro eles não se incomodam pelo tempo(já faz mais de 1 ano)porque adoram a profissional.
    Como no ditado: ser mãe é padecer...rsrsrs
    Bjs querida e boa sorte.

    ResponderExcluir
  18. Chris, minha mãe é fonoaudióloga, mas não é dessas convencionais que mais parecem professorinha!!!

    Ela é pós-graduada num método maravilhoso, chamado PADOVAN.

    Não sei explicar muito bem hehehe, mas se precisar de algum conselho, pode me avisar!

    bjão

    ResponderExcluir
  19. Minha tia pirou tbm com esses medicos, cada um passava uma coisa. Minha prima fez a cirurgia, agora esta falando direitinho.
    Bjs ;**

    leletten.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Nossa Chris, que maratona! Ainda bem que vc não se conformou com o primeiro diagnóstico hein! Eu também faria o mesmo, procuraria outro profissional e não cortaria nada. Fico com a opinião do pediatra das meninas, espera ela crescer mais!
    Sobre o encontrinho, vi sim os emails, mas na correria da mudança não consegui responder! Vou ver hoje o local e o horário marcados, e claro que vou tentar ir! Quero conhecer vc e fofocar com a mulherada!
    bjocas
    http://maedobento.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  21. Exercício com vc deve ser uma diversão!! Já estou imaginando o que vc vai aprontar!!! Beijinhos para todas!!

    ResponderExcluir
  22. Gente...vou pirar tb...que coisa, um empurra pro outro né..e agente fica que nem boba nessa roda...mas vai tudo terminar bem, ela vai crescer e com isso o "tleme tleme" desaparecerá....bjo duplo

    ResponderExcluir
  23. Esses médicos só servem pra deixar a gente louca mesmo! Eu concordo com o último, a pediatra, espera ela crescer mais, todos os dentes nascerem e depois se continuar o problema, volta a fazer essa peregrinação em busca de uma solução. Acho que os exercícios já serão o bastante. Teno um sobrinho que fez esses mesmos exercícos (beber iogurte de canudo, soprar balões, etc) e o caso dele era bem mais grave pois falava bem enrolado, muito pouco se entendia, quando entrou na escola aos 6 anos.

    Abraços

    ResponderExcluir
  24. Ave Chris! Só de ler fiquei pirada!!!!
    Eu já passei por algumas dessas tb.
    O Lucas não trocar o L pelo R mas não consegue falar tb. Simplesmente pula o R. kkk
    Agora sem o dente da frente precocemente então e palato afundado só piora. Eu tô deixando rolar, não fiz procedimento nenhum.
    Tb acho que essa exigencia de perfeição nas crianças cedo demais é desnecessário. Os dentes ainda serão trocados, a arcarda irá mudar. Quanto a ela se incomodar: "Ô Sofia vc é linda demais princesa. Quem liga para o R? Logo vc irá conseguir :)"
    E quanto a ciranda foi uma salvação!
    Gostaria muito de comprar livros sempre mas infelizmente não dá. Então é uma ajuda e tanto mesmo!
    Obrigada pelo carinho!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  25. oi flor, eu queria ir no japa, mas a Clau não achou boa idéia....estou aguardando vcs decidirem....me lembra de te dar meu cel por email e vc passao seu, assim é mais fácil a gente se falar quando vc estiver em SP...bjs

    ResponderExcluir
  26. Eu faria a mesma coisa, esperaria um pouco e sempre teria outras opiniões antes de me decidir por qualquer cirurgia. Paciência e força para vocês duas com os exercícios.
    Beijo
    Adri

    ResponderExcluir
  27. Chris obrigada por dividir conosco sua luta, na busca pelo melhor para sua filha.
    Nao e' facil ter de tomar decisao assim, diante de tantas diferencas, mas gostei muito da opiniao do pediatra e apos todo esse caminho, acredito que o melhor mesmo e' seguir seu instinto de mae, seu coracao.
    Exercicios de fono, nao sao faceis, alem de serem cansativos e repetitivos, mas com o apoio de voces tenho certeza que a So, logo logo solta a lingua.
    Aqui em cara o R ainda nao sai tambem nao. Vamos esperar.
    Abracos
    Gra

    ResponderExcluir
  28. Chris, eu não sei a onde a nossa saude vai parar, é uma confusão de diagnostico, eles ficam ali brincado com a vida dos nossos filhos, parentes e amigos...quantos "profissionais" tu procurou e nenhum entrou em acordo, ta como nos aqui, 2 fono falaram que a Mariana é autista, 1 fono disse que não, a psicologa e a neuro dizeram que não mas tem traços, como não tem exame a gente fica acredita não acredita, mas como a esperança é a ultima que morre e a gente sempre é otimista, cremos que é so um atraso mesmo, tenho fé que sim...mas sobre a Sofia, eu esperaria um pouco, os dentes nem estão totalmente formados ainda da uma esperada, porque cirurgia eu tambem teria medo...beijocas nas duas e em vc.

    ResponderExcluir
  29. Oi Chris!
    Cá estou eu aqui criando o seu novo blog e ficando viciada nos posts... rs
    Pensei que a luta do R pelo L fosse só aqui em casa! rs
    Minha filha, que tem 5 anos e 1/2 tem a mesma dificuldade, e cada um fala uma coisa, lendo o seu post, fico mais tranquila e concordo com vc, que o mais indicado nesse momento da vida delas é esperar, cada um tem o seu processo de desenvolvimento, né?
    Já estou indicando o Blog para minhas amigas mamães e indicarei mais ainda quando estiver com o novo layout que estamos finalizando... hehe
    Bjão!

    Cris Nascimento
    http://www.crisdesignweb.com

    ResponderExcluir
  30. Oi Chris, sei bem como é esta situação. Gugui tem outro problema, solta o S e X pelo nariz. fizemos um bom tempo de fono, ele já aprendeu a vocalizar corretamente, mas ainda não introduziu à fala cotidiana, tirei da fono, ele já estava cansado de ir e sempre dizia, eu sei que é assim que fala, mas eu falo do meu jeito... de vez em quando ele fala certo, às vezes não e vamos levando.

    Mas antes de qualquer parecer, verificamos com o otorrino e dentista se ele tinha alguma aberturinha no céu da boca, desvio disso ou daquilo, enfim, aquela saga...

    beijos

    ResponderExcluir
  31. Oi! que ótimo o seu blog!
    Olha, meu filho não trocava como a sua filha,mas trocava o G pelo D e o R intercalado (Pedro ele falava Pedo, por ex) e ele fez fono durante 2 anos, mas sinceramente eu senti diferença mesmo no último ano, dos 5 aos 6. Eu acho que é uma boa época para se fazer fono, sim, principalmente se a sua filha está incomodada,né? Já ouvi gente que fez 6 meses e tudo resolvido.
    beijo e boa sorte
    Bianca

    ResponderExcluir
  32. MEU FILHO DE 4 ANOS FEZ A CIRURGIA DE FREIO LINGUAL A 3 MESES ATRÁS, A LÍNGUA DELE ERA TÃO PRESA QUE QUANDO ELE TENTAVA COLOCAR PARA FORA FICAVA DIVIDIDA AO MEIO.
    MAS ANTES DA CIRURGIA ELE TINHA COMEÇADO A FAZER ACOMPANHAMENTO COM A FONO,ELE NÃO FALAVA PRATICAMENTE NADA certo, TUDO ERA COLOCANDO T NO LUGAR DE C, D NO LUGAR DE G e NÃO PRONUNCIAVA R e L DEPOIS DE CONSOANTES. DEPOIS DE VÁRIOS EXERCÍCIOS EM MENOS DE 6 MESES ELE SÓ NÃO FALAVA O R e L.
    FOI INDICADA A CIRURGIA E EM APENAS 3 MESES ELE JÁ TÁ FALANDO PRATICAMENTE TODAS AS PALAVRAS COM R e L DEPOIS DE CONSOANTES.
    POR EX: flauta, flor, flamengo, bruxa, briga, etc...
    já está quase recebendo alta da fono.
    se ha a possibilidade de não fazer, então não faça, espere um pouco. o meu fez pq era muito presa, passou por varias opiniões e todos indicaram a cirurgia.
    bjs e boa sorte.

    ResponderExcluir
  33. e agora como está o caso da Sofia? Tenho um filho com 4 anos e 10 meses com o mesmo problema e não sei o que fazer pois cada especialista fala uma coisa... Se puder me responder fico grata
    Leiny e-mail: leinycf@gmail.com

    ResponderExcluir
  34. Ola tb gostaria saber como ficou o caso da Sofia.
    Minha filha tem 5 anos e tb troca o r pelo l.
    Não sei o q fazer....

    Se puder me escrever
    Juli111@hotmail.com
    Obrigada bjos

    ResponderExcluir
  35. Olá Chris!
    Eu sou Eliane, mãe de dois filhos, uma menina de 11 anos, Camilla e outro de 04 anos Samuel, assim como você, sou mãe, dona de casa, trabalho fora e me preocupo muito com o desenvolvimento integral dos meus filhos. No momento a minha preocupação é com a fala do Samuel que não consegue pronunciar a letra L. O que você acha devo procurar uma fono? com toda a sua experiencia, talvez possa me ajudar.
    Gostei muito do seu blog!!
    Abraço!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pin It button on image hover
▲ Topo