quinta-feira, 1 de março de 2012

Engatinhar ou se locomover?

Engatinhar é um marco no desenvolvimento da criança, pois é a primeira maneira que o bebê encontra para se locomover por conta própria, é um dos primeiros, senão o primeiro, degrau rumo à independência.

Eu, mãe de primeiríssima viagem, estava ansiosa para ver a minha pequena engatinhar. Louquinha da Silva para ver aquela lindeza da mamãe se apoiando nos joelhos e nas mãos, se equilibrando e seguindo em frente.

Eu, mãe de primeiríssima viagem, sabia que era importante deixar a minha filha no chão para ela ter espaço, para ela ter interesse em explorar esse espaço, para ela fortalecer o corpinho, entre outros benefícios. Mas, querendo proteger ao máximo a Ana Luiza, a minha bebê, eu sempre mantinha o chão forrado com um tapetinho, com um edredom ou algo similar.



E assim a Ana Luiza estava sempre no chão com os brinquedinhos espalhados no tal paninho. 

Um dos grandes motivadores para a criança se locomover é alcançar os brinquedos que estão distantes. Dessa maneira, a minha bebê, assim que chegou na época de começar a engatinhar, quando já estava ficando sentadinha sem apoio e com facilidade, aprendeu que para alcançar os brinquedos que estavam distantes bastava ela puxar o "tal pano protetor". Muito esperta esse minha filhota, né? 
A mamãe aqui espalhava os brinquedos sobre o pano, a Ana Luiza ia puxando e trazendo os brinquedos para ela. Logo que eu percebi que isso era o que estava causando o desinteresse dela por engatinhar retirei o pano e passei a deixá-la diretamente no chão.

E dito e feito, a minha lindona começou a se locomover. Só que, para desespero dessa então mãe de primeiríssima viagem, a Ana Luiza não engatinhava da forma tradicional, lindinha, que eu tanto queria ver. Ela se mantinha sentada, esticava as perninhas e encolhia trazendo o bumbum para frente. E assim sentada e quicando lá ia ela percorrendo distâncias e mais distâncias. Olha, era muito engraçado. Todo mundo que via aquilo achava engraçado.

Mas claro que a mamãe aqui ficou ultramegapowersuperpreocupada. Passei, eu mesma, uma semana engatinhando pela casa para ver se a Ana Luiza me imitava e aprendia comigo. Bom, a cena ficou mais engraçada ainda: uma mãe que engatinha e uma criança que quica. Imagina? Levei a Ana Luiza para passar uns dias na casa da avó para ver se ela aprendia a engatinhar com a gatinha da avó (ninguém melhor para ensinar uma criança a engatinhar do que um gato, né?). Colocava a Ana Luiza perto de outras crianças que engatinhavam. Fiz caminhos com almofadas para ela percorrer. Mas nada deu jeito na situação. A minha bebê só queria quicar.

Como mãe preocupada corri na pediatra que me tranquilizou dizendo que a Ana Luiza não tinha nenhum problema de desenvolvimento motor, que esse fato era único dentro do desenvolvimento dela e que o importante é a criança se locomover e isso a Ana Luiza estava fazendo. E que muitas crianças não engatinham da forma tradicional, algumas se locomovem rolando, outras como minhoquinhas e outras como a Ana Luiza.

Com isso relaxei, deixei a minha bebezuca quincado para lá e para cá.

Desde então encontro muitas mães que passam pela mesma situação(o filho escolhe outra forma para engatinhar) e ficam preocupadas. Por isso quando recebi o convite para participar, por vídeo, da mesa redonda promovida pela Pampers que iria discutir o tema "Desenvolvimento Motor e Psicológico do Bebêpensei logo em perguntar:


A Ana Luiza andou sem apoio, pela primeira vez, no dia que completou 1 ano. E sabe quando ele engatinhou? Com 1 ano e 4 meses quando entrou na creche e a colocaram em um túnel de brinquedo. Para sair de lá de dentro o único jeito foi engatinhando.
A Autora:
Chris Ferreira

Chris Ferreira

Eu, uma mãe integral mesmo trabalhando em horário comercial, que procura equilibrar os diferentes papéis da mulher com prioridades e alegria.

Acredito que podemos levar a vida a sério, mas de forma divertida e é isto que eu tento mostrar no blog.

Google +

18 comentários:

  1. Oi Chris, a sua princesa é muito linda, Você está de parabéns. beijos
    http://maede4princesas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Tenho tanta saudade de vocês todas pequenas ,fico me lembrando e .......... mas é assim mesmo tiveram que crescer ,beijos e saudades

    ResponderExcluir
  3. Lembro muito bem da Ana Luiza nesse dia , agora nem responde minhas postagens ........adolescência é brabo !

    ResponderExcluir
  4. Ai .... essas fotos me dão vontade de chorar!!! Que saudades da minha passarinha bebê!!!! Agora cresceu, e nem liga mais pra tia carente dela!!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. ahah imagino voce engatinhando e ela olhar pa voce pensar : minha mae ta doida rs :D
    Bj

    ResponderExcluir
  6. Chris dei risada com mãe engatinhando...haahahahaha

    Fiquei imaginando..rs
    Mas a gente é assim mesmo acha que tem regra pra criar filho e que eles são iguais a planta e que tem época pra dar flor e fruto, né.. Eu como mãe de primeira viagem também sou assim..hahaha
    Estava com saudades daqui.. :)

    Beijocas
    Carol

    ResponderExcluir
  7. Morri de rir do seu post, tenho uma amiga que a filha só se locomove de bumbum, e vai longe, e vai rápido demais e sobe em tudo, de bumbum, está com 1 ano e 3 meses, e agora que começou se interessar por ficar em pé e dar passinhos, pois ela se locomove muito bem sentada, a mãe tb ficou preocupada no início, mas se tranquilizou, e deixa a pequena no tempo dela,
    Ana Luiza está linda na foto, carinha de sapeca,
    bjs

    ResponderExcluir
  8. Ih,desculpa mas enviei um email no lugar de comentário...rsrs
    Mais uma vez obrigada pela viitinha e
    Volte Sempre!!
    Beijinhos de
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir
  9. Oi, Chris é assim mesmo com Daniel foi mais rápido mas cada criança tem seu tempo até porque ele sentou, engatinhou, andou, mas falar tá dificil. Já percebi que a culpa é da mamãe aqui superprotetora que acaba fazendo que ele quer mesmo que ele não tenha falado da maneira correta e criei um menino com preguiça de falar.
    rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrs
    Bjsssssssssssssssssssssss, Dani Cardão.

    ResponderExcluir
  10. Own que coisinha mais fofis!!

    Eu tbm era bem ansiosa pra q meu filhote caminhace logo..principalmente pra aliviar meus braços..rsrs

    Parabéns pela filhota..linda..linda!

    ResponderExcluir
  11. Que boneca linda!
    Saudades da minha assim, pequenininha.

    ResponderExcluir
  12. Mãe ta sempre preocupada com alguma coisa não é mesmo. Eu conheço algumas crianças que "engatinharam" assim de bumbum. Acho que foi a forma mais fácil que eles acharam de se locomover. Bjo e sua filhota é linda

    ResponderExcluir
  13. Que lindo... O Bruno tbm não gostava muito de engatinhar ... Cris

    ResponderExcluir
  14. Está é a fase mais fofa, já estou com saudades dos meus pequenos engatinhando pela casa.
    Amei!

    ResponderExcluir
  15. Chris,

    Ela é lindinha mesmo...
    E confesso que dei boas gargalhadas aqui, lendo o post, e imaginando a cena de vc engatinhando pela casa e ela "kikando"...
    Mas sabe? O meu filho começou a andar com 10 meses...
    E hj ele tem 19 anos...

    Filhos... Sempre preocupando a mãe...

    bjos

    ResponderExcluir
  16. Nossa Chris, eu te entendo, o meu filho do meio foi engatinhar depois de andar,ele fazia como a minhoquinha, e quanto ao andar a minha Analuíza, andou somente com 1 ano e 3 meses, cada criança tem seu jeito e seu tempo né?
    Bjks

    ResponderExcluir
  17. Eu também não gatinhei!!! Quicava, que nem a Ana Luiza... andando de bunda! hhahahaha =D

    ResponderExcluir
  18. Parabéns pela parceria com a Pampers!
    Outro dia sabia que Ana Luiza estava engatinahmdo, depois andando, qualquer dia vou acompanhar ela tirando carteira de motorista!!!
    bjs Sandra
    http://projetandopessoas.blogspot.com//

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
▲ Topo