quinta-feira, 2 de outubro de 2014

A Pessoa na Livraria

Algumas vezes eu posto no Facebook alguns causos "da pessoa". Causos estes que geram uma boa interação e algumas risadas entre as pessoas que me seguem. Tá, eu confesso que eu gosto quando faço alguém rir. É bom ter essa sensação de que alguém ficou mais alegre, mesmo já estando bem alegre.

Mas essas historinhas do meu dia a dia acabam ficando perdidas, lá no Face, no meio de tantos posts. Então esse causo da livraria eu resolvi trazer pro blog.

A pessoa entra na livraria como quem não quer nada. Porque não quer nada, além de olhar mesmo. Caminha, observa os livros e de repente se lembra de que viu a dica de um livro interessante em algum blog e que queria comprá-lo. Não se lembra do título, nem do autor e muito menos do assunto. Mas se lembra muito bem da sensação de que quer o tal livro.
Aí a pessoa avista um livreiro com ar de que saca tudo de livro. Vai até o cara com cara de pessoa que sabe o que quer, com ar de quem sabe formular perguntas coerentes e ainda coloca uma voz de boazinha e manda a pergunta introdutória:

- Bom dia, você pode me ajudar? (quer conquistar a simpatia do vendedor antes do que virá a seguir)

O livreiro olha nos olhos da cliente com segurança (ele nem desconfia do que vem a seguir) responde:

- Claro, estou aqui pra isso.

A pessoa sem o menor pudor e com nem um pingo de receio de parecer idiota, manda ver: (é muito libertador quando a gente perde o senso de ridículo. Juro, é sério! Vale a pena experimentar.)

- Sabe o que é? É que eu estou procurando um livro com a capa azul que tem algumas palavras em amarelo e outras em vermelho.

O atendente com seu estilo cult-modernoso novamente olha nos olhos da pessoa com um olhar de “eu te entendo” (juro! ele não revira os olhos, não respira fundo, nem faz cara de dãããã) e diz:

- Eu sei qual é o livro, vem comigo que eu te mostro.

A pessoa o segue confiante, apesar de que achava que seria um pouquinho, mas só um pouquinho mesmo, mais difícil. Quando para, se depara com o livro desejado.



- Nossa, é esse mesmo. Vou levar (depois dessa tinha que levar de qualquer jeito). Muito obrigada. (gente, como assim? Como o camarada acertou de primeira! A livraria é enorme e muito colorida.)


Vou dizer uma coisa: a pessoa já gostava de livraria que tem funcionários que conheçam livros. Agora, então, bateu um amor total pela livraria em que o livreiro, além de entender de livros, ainda te compreende no olhar, tem poderes mediúnicos e psicoterapêuticos (porque convenhamos, somente com esses poderes pro camarada ter entendido qual era o bendito livro que a pessoa queria, né?).

Depois dessa, todos os dias a pessoa dá uma passadinha na tal livraria seja pra ver os lançamentos, pra descarregar as energias ou para se sentir compreendida. Mas, de qualquer forma, pra não se decepcionar com o seu novo reduto cultural-consultório-terapêutico-centro-espírita, a pessoa não abusa da sorte e procura fazer as perguntas de forma mais coerente tipo: sabe o livro de receitas da Rita Lobo, aquele de capa amarela? Chegou a nova trilogia da Martha Medeiros, com título de alguma coisa crônica e capas amarela, rosa e verde? Você tem o livro “Design Your Self” do Karim Rashid, mas o da capa rosa e prata? Sei não, mas eu acho, mas só acho mesmo, que o livreiro agradece.

Como a Nossa Senhora Protetora dos Livreiros estava em espírito e alma (na via das dúvidas é melhor garantir os dois) na livraria, quando eu cheguei ao caixa, já estava quase fechando a conta, inserindo o cartão na tal maquininha (ou melhor, na dúvida de qual lado do cartão eu coloco naquela paradinha), olhei e ali ao meu ladinho tinha uma pilha com uns livrinhos que me chamou a atenção.

Livro [manual prático de bons modos em livrarias]

Peguei um "[manual prático de bons modos em livrarias]" e pedi para adicionar (sou matemática e adoro esse termo) na conta.

Ontem eu teria alguns compromissos que iriam me gerar algum tempo de espera, então passei rapidinho pela minha estante, peguei um livro, taquei dentro da bolsa e lá fui eu meio apressadinha. 

Enquanto eu fui lendo a "Parte I" do livro, não sei por que, eu fui me identificando, sabe?  E me lembrei dessa situação que eu contei aqui e vou te contar: ri muito.

Bom, nesse dia da livraria eu estava com a Ana Luiza em um passeio muito gostoso. Acabamos folheando vários livros e conversamos bastante. O livro "Fama & Loucura" nós estamos lendo juntas. 

Já o "[manual prático de bons modos em livraria]" foi uma ótima surpresa. Quem quiser conhecer mais vale a pena entrar no blog de mesmo nome e na página no FB.

A Autora:
Chris Ferreira

Chris Ferreira

Eu, uma mãe integral mesmo trabalhando em horário comercial, que procura equilibrar os diferentes papéis da mulher com prioridades e alegria.

Acredito que podemos levar a vida a sério, mas de forma divertida e é isto que eu tento mostrar no blog.

Google +

30 comentários:

  1. Amor é assim..... surge nas pequenas coisas, ou nas coisas encantadoras! Bom dia! E boas leituras, a gente aqui adora ver as coisas que inventa, vc sabe. bjus Andrea e Lara - Coisas da Lara

    ResponderExcluir
  2. Chris, muito boa a história hahahha. Que bom que você foi compreendida por ele tão rápido rsrs, mas não podemos deixar de destacar que ele é "O" livreiro, que atende bem ao cliente e ainda consegue identificar livros, mesmo sem saber o nome, em meio a tantos. Acho que depois desse post, as livrarias concorrentes vão querer saber quem é ele para contratá-lo..rsrsrs. Adorei!
    Boas leituras!
    Bjos,
    Larissa Andrade.

    ResponderExcluir
  3. Que bom que vc foi atendida por um funcionário eficiente e gentil. Mta sorte.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Hahahah adorei a postagem!
    Já vou visitar o link. No meu caso, devo ler livros que orientem bons modos em todos os ambientes rsrs sou muito sem noção.
    Fiquei pasmem com o rapaz da livraria, é pajé!

    bjs

    ResponderExcluir
  5. Chris!!!
    Eu adorei este post desde a hora em que o li lá no FB. Ficou sensacional, ri muito!
    Que bom que vc postou a foto do livro, tinha ficado curiosa pra saber qual era. Esse atendente tá de parabéns \o/
    Conta depois se o livro é bom mesmo!
    Beijos
    Priscila Sant'Anna
    www.minhasgurias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Não posso passar nem perto de uma livraria.... AMOOOOOO d+ um livro.... por mim comprava um por dia! rs*

    Beijos,
    A Mãe da Estela

    ResponderExcluir
  7. Coisa boa quando nos atendem como esperamos e saímos satisfeitos
    bjcas
    http://estou-crescendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Chris, aprendi desde criança que os livros que nos querem nos chamam para serem lidos é sério rsrsrs o que o vendedor sentiu foi o seu livro gritando lá no fundo...
    Chama ela, chama ela...avisa que eu estou aqui =)
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Por isso que eu digo, há uma grande diferença em que faz o trabalho e em quem ama o trabalho que faz! Adorei a postura do atendente, com certeza não é em todo lugar que vemos um atendimento assim. E adorei os livros, vou procurar por aqui pra ler!!!

    ResponderExcluir
  10. Amiga você é sempre muito divertida. A gente morre de rir com as suas histórias.
    bjs

    ResponderExcluir
  11. Os livros nos chama , aproveite ao maximo a leitura !

    ResponderExcluir
  12. É a mania que temos de subestimar as pessoas Chris, nem que seja um pouquinho e sem má intenção..rs
    Brincadeirinha Chris...
    Esse é "o cara"...
    Adorei o conto... e adorei a ideia de traze-lo ao blog..

    As vezes sou como você.. vou escrevendo na página, quando penso, opa..estou fazendo um post...
    Vai para o blog.. eu heim..rs

    Um beijo querida...

    ResponderExcluir
  13. Chris dá até gosto ser atendida por um vendedor assim que sabe e conhece seu produto. Pois muitas vezes não lembramos mesmo hehe , imagino sua cara ao perguntar. Adorei os livros que comprou depois nos conte um pouco mais sobre eles . beijos lindona

    ResponderExcluir
  14. Cris uma história super e contada de forma hilária. Uma pessoa c a energia boa como a sua atrai gente como esse livreiro.

    ResponderExcluir
  15. Poxa vida rsrsrs...ainda bem que o livro tem caracteristicas fortes e o vendedor poderes sobrenaturais kkkkk. Amei a história, bjss

    ResponderExcluir
  16. Nossa amiga, que sorte a sua. Eu infelizmente busco um livro até hoje.
    O li na minha adolescência e após emprestar para uma colega nunca mais o vi.
    A menina casou, mudou e lá se foi o meu livro querido.

    Amei o seu "causo". Parabéns para esse livreiro e principalmente para quem o
    contratou.

    Beijinhos amiga
    Jeito de Ser Você®

    ResponderExcluir
  17. hahahahahahahaha ai, ai Chris, preciso confessar que eu me diverti muito com esse seu post! kkkkkkkkk Beijo, beijoooooo!

    ResponderExcluir
  18. Ah que bacana, vou querer emprestado o manual! Tb ando assim, cabecinha oca. Já era sem um parafuso e agora anda mais oca ainda... Excelente texto. Tu escreves muito bem!

    ResponderExcluir
  19. Adorei o seu causo em livrarias. Também faço dessas, não lembro nunca dos titulos de livros que vejo pelos blogs e que eu quero. Então vou no chutometro, mas como esse que acertou o livro nunca encontrei! Perfeito mesmo! rsrs... Vou trazer esse para cá!
    Beijos
    Adriana

    ResponderExcluir
  20. rsrsrsrsrrs .. que isso rapaz .. esse cara é um mago .. hehehe ... tem como não se apaixonar??!! rs bjs

    ✿*´¨)*
    ¸.•*¸.• ✿´¨).• ✿¨)
    (¸.•´*(¸.•´ Roberta Aquino
    Tal Mãe, Tal Filha Blog

    ResponderExcluir
  21. Ah Chris, mais sua explicação foi super boa, você sabia a cara da capa ... mais realmente o cara tem que conhecer todos os livros! Depois conta se é bom e se valeu a pena ;-)

    Beijos,
    Te espero no blog Mamãe de Salto

    ResponderExcluir
  22. Kkkk adorei Chris! Ri alto aqui imaginando cada pedacinho da cena...rsrs Vendedor de ouro este heim, de se apaixonar pela livraria com certeza ;)
    Bjs
    www.pitacosdamae.blogspot.com

    ResponderExcluir
  23. Adorei a história, eu acompanhei lá no face... Fez bem trazer para o blog...
    Como é bom encontrar pessoas que amam o que fazem ou fazem o que amam, seja lá qual for a resposta, é muito bom encontrar pessoas dedicadas, interessadas e dispostas a ajudar, mesmo que para a gente pareça tudo impossível...
    Adorei o post.
    Bjs
    Ju
    Mãe Sem Fronteiras.

    ResponderExcluir
  24. Vou trazer pra cá os cometários feitos no post no FB para que eu não os perca de vista.

    ResponderExcluir
  25. Rogéria Ferreira Thompson kkkkkkkkkkk adorei!! Merecia aparecer no [manual prático de bons modos em livrarias] kkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rogéria, isso aconteceu na semana retrasa e eu comprei o manual por coincidência (eu não conhecia nem a página no FB). Hoje eu resolvi contar esse causo justamente porque eu li o manual. Kkk Não sei porque eu me identifiquei. Kkk

      Excluir
    2. Rogéria Ferreira Thompson Nem sabia que havia comprado o Manual hahahahhaha adorooooooooo!!

      Excluir
  26. Lua Allessi (juro! ele não revira os olhos, não respira fundo, nem faz cara de dãããã) >>> olha, confesso que eu até suspirei lendo isso porque é o sonho de toooooooodo cliente, não só de livraria e é fato, são raros de encontrar.

    ResponderExcluir
  27. Tati Pastorello E qual era o livro, afinal? Depois que ele encontrou você leu o título, né? Compartilha aqui, fiquei curiosa!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tati Pastorello eu não coloquei o título só pra ver se alguém ia perguntar. É o "Fama e Loucura".

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pin It button on image hover
▲ Topo