quinta-feira, 6 de abril de 2017

A Primeira Batata Rostie


Esta semana fazendo um passeio de bicicleta pela Urca eu resolvi para no IED - Istituto Europeo di Design - e fui atraída por este card.


Sempre que ouço, ou vejo, o assunto "estimular a criatividade" dicas como sair da rotina, fazer coisas diferentes, experimentar algo que nunca experimentou estão presentes. Então, supernormal ter um card deste em um local de design, né?

Apesar de saber que é importante ter uma certa rotina, manter alguns hábitos, pois a rotina e os hábitos nos organizam, evitam esforços desnecessários, nos ajudam a focar no que realmente é importante naquele momento, e coisa e tal, eu adoro sair da rotina. Me dá uma sensação de liberdade, de estar viva. 

Os hábitos, mesmo positivos, e a rotina podem nos deixar no automático, meio anestesiados, sei lá. Por isso que quebrar essa rotina e mudar alguns hábitos são considerados como estímulo para o cérebro e para a criatividade. 

Eu gosto de fazer coisas que nunca fiz. Pegar caminhos diferentes para chegar ao mesmo destino, experimentar uma comida que eu nunca comi, fazer algo que nunca fiz, como, por exemplo, escovar os dentes com a mão esquerda, fazer um curso diferente, etc. Gosto da novidade. Pelo menos uma vez por semana faço algo que eu nunca fiz. Coisas simples. Nada complicado. Apenas vario. 

Às vezes, nos projetos de pintura, eu decido que para cada peça eu vou usar uma cor, pelo menos uma, que eu normalmente não escolheria. Simplesmente para quebrar o bloqueio com certas cores. 

É engraçado como a gente, a gente não. Posso falar por mim. Então, é engraçado como eu crio bloqueios para mim mesma. É impressionante. Coisas simples que simplesmente determino que não sou capaz, que não gosto, que não posso. Sair da rotina, quebrar hábitos, muitas vezes me mostra o contrário. Eu sou capaz, eu posso e posso gostar. 

Foi assim nesta semana com uma coisa megassimples: uma receita de Batata Rostie.

Eu sempre achei que Batata Rostie fosse um prato difícil de fazer, algo para comer em restaurantes ou feito por alguém muito bom com as panelas, o que não é o meu caso (olha o bloqueio aí. Acabei de me dar conta ao digitar a frase). Com isso eu nunca arrisquei a fazer. Na verdade eu nunca nem cogitei em fazer uma batata rostie em casa.

Mas nesta semana depois de uma amiga me dizer que era simples, eu resolvi tentar. Resolvi que este seria o meu "algo pela 1ª vez da semana". E tivemos a minha primeira Batata Rostie no jantar. 




Ficou uma delícia recheada de cebola, salmão e cream cheese. Vou contar como eu fiz.

O que utilizei:

- 2 batatas grandes;
- 1/2 cebola;
- 1 posta de salmão assada que tinha sobrado;
- 3 colheres de sopa de cream cheese;
- sal e pimenta a gosto;
- 1 colher de sopa de manteiga;
- 1 fio de azeite.

Como eu fiz.

Coloquei as duas batatas na água fervente e cozinhei rapidamente. Algo em torno de 5 minutos. Apenas o suficiente para o garfo entrar até a metade. Elas devem estar cozidas, mas ainda durinhas.
Retirei do fogo, passei na água bem gelada para parar o cozimento e ralei na parte mais grossa do ralador. Reservei no congelador. Tem gente que leva ao congelador antes de ralar. Mas também tem algumas receitas que pulam essa parte. Na dúvida, fiz o processo no meio do caminho. 

Enquanto isso, cortei a cebola em fatias finas e levei ao fogo com um pouco de manteiga e azeite para dourar. Reservei.

Desfiei o salmão e fui preparar a minha batata. Juro que eu estava achando que não ia dar certo. Ainda estava dominada pela crença de dificuldade que criei. 

Coloquei um fio de azeite com 1/2 colher de manteiga na frigideira em fogo baixo e arrumei a metade da batata ralada como se fosse panqueca. Deixei dourar um tempo e cobri com o recheio: primeiro a cebola, depois o salmão desfiado e por cima espalhei o cream cheese. Forrei com a outra parte da batata ralada me certificando de que as beiradas estavam bem grudadas. 

Aí veio o imbróglio de virar. Para quem tem a frigideira de omelete ou de panqueca é molezinha. Não é  o meu caso. Bom, tive que virar em outra frigideira. A sorte é que eu tenho duas do mesmo tamanho. Coloquei a outra parte da manteiga e um fio de azeite e virei. Simples assim! Deu certo! 

A minha primeira batata rostie foi aprovada por mim e pela família. Essa receita serve duas pessoas, na boa.

É impressionante como criamos certas crenças que nos limitam! E como é bom quando quebramos essas barreiras! Uma coisa simples, mas que me fez sentir mais livre e mais forte. Eu sou capaz e posso comer a minha batata rostie quando eu quiser, sem depender de ninguém para fazê-la.

Outra receita muito boa na frigideira:

- Nhocão de Batata Doce e Farinha de Grão de Bico.
A Autora:
Chris Ferreira

Chris Ferreira

Eu, uma mãe integral mesmo trabalhando em horário comercial, que procura equilibrar os diferentes papéis da mulher com prioridades e alegria.

Acredito que podemos levar a vida a sério, mas de forma divertida e é isto que eu tento mostrar no blog.

Google +

17 comentários:

  1. Tu és um exemplo a ser seguido, Chris! Sério! Inspiras minha vida! Já conseguias fazer tudo isso com as meninas pequenas?

    ResponderExcluir
  2. Você também é o meu exemplo ! Preciso te ouvir mais .... :)

    ResponderExcluir
  3. Adorei sua batata rostie, eu nunca fiz, quero tentar, e a cada ano que passa ando mais inspirada a fazer mais coisas pela primeira vez <3 beijo querida

    ResponderExcluir
  4. Hmmm que delícia deve ter ficado! Vou tentar aqui também, até me animei ;-).

    Clau
    @as_passeadeiras

    ResponderExcluir
  5. ai eu já tentei fazer essa batata mas deu errado kkkk não sou boa na cozinha kkkk
    mas vou pensar em algo para fazer uma coisa pela primeira vez...que não seja cozinhar kkkk

    ResponderExcluir
  6. Eu amei a receita..Eu também tinha a impressão que era algo difícil.vou testar.

    ResponderExcluir
  7. voce e maravilhosa cris .te admiro muito . luz e paz.

    ResponderExcluir
  8. Arrasou Chris!
    A receita é deliciosa e sua motivação me deixa inspirada!
    beijao
    Lele

    ResponderExcluir
  9. Hmm deve ficar uma delícia, além de ser um programa bem interativo ra se fazer principalmente no findi.
    Vou tentar fazer aqui em casa (sem tacar fogo na cozinha), depois te conto se deu certo ^^ bjão

    ResponderExcluir
  10. Hum, deve ser uma delicia mesmo! nunca vi ninguem fazer para falar a verdade, vou fazer que nem voce, criar!! parabens pelo seu post, motivacional ele haha

    ResponderExcluir
  11. Nossa adorei o post e super concordo que as vezes nos limitamos e com isso perdemos a possibilidade de descobrir o quão grande podemos ser. E deve ter ficado uma delicia essa batata pois a cara ta ótima, amei a praticidade!

    ResponderExcluir
  12. Amei essa batata, quero tentar.

    ResponderExcluir
  13. Delicinha, amo batata assim.. e tbm amo fazer coisas pela primeira vez. Mesmo quando não alcanço o sucesso nessa primeira tentativa, vale muito a pena.
    Vou testar a sua receita, bjos

    ResponderExcluir
  14. Mas parece que estava deliciosa. Amo batata rostie. Parabéns por se estimular ao novo.

    ResponderExcluir
  15. Amei conhecer a receita, depois quando testar, volto aqui pra te contar o que achei <3

    ResponderExcluir
  16. Não sou muito de cozinhar, mas essa batata parece ser ótimo!Já quero testa haha, adorei a receita! Beijos

    ResponderExcluir
  17. Muito legal essa ideia de procurar fazer coisas diferentes, seguir caminhos diferentes.
    Adorei a receitinha, realmente parece simples e parece que ficou gostosa.
    bjos,
    Alê

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pin It button on image hover
▲ Topo