quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Adolescência - A importância das Palavras de Afirmação



Elogio é bom e faz bem. Quem não gosta de receber um elogio? Palavras de carinho e de afeição também fazem um bem danado. Afinal, quem não gosta de ter o ego "massageado" de vez em quando?

Palavras de afirmação, como elogios, reconhecimentos e palavras de afeição fazem bem para toda e qualquer relação. Mas segundo Gary Chapman, autor dos livros "As Cinco Linguagens do Amor", ressalta que se tem um estágio da vida quando nós precisamos de mais palavras de afirmação é durante a adolescência.  

E faz sentido!

É na adolescência que buscamos a própria identidade, que mais nos comparamos física, intelectual e socialmente com os outros.

É na adolescência que a opinião do outro passa a ter mais valor. Por isso, é nesta fase também que bate a maior insegurança, baixa a autoestima, e coisa e tal. 

E é na adolescência que os filhos dão aquela afastada básica dos pais, ficam mais impacientes, dão aquelas respostinhas atravessadas, não querem muito papo. Eu uso muito por aqui essas "palavras de afirmação" para dar uma amenizada nessa irritabilidade e manter a relação mais próxima.

Na semana passada reparando a Sofia bem irritadinha comigo e não querendo muita proximidade, eu me lembrei do livro "As Cinco Linguagens do Amor dos Adolescentes", em que o autor Gary Chapman fala sobre a importância dos elogios para os adolescentes e ainda dá algumas dicas de como fazê-lo para que os adolescentes os recebam melhor.

Me lembrei também que mesmo eu elogiando e falando palavras de afeição frequentemente para as minhas filhas, fazia um tempinho que eu não deixava bilhetinhos, nem recadinhos para elas. Resolvi então fazer alguns durante a semana.


Deixei recado na porta do quarto.


No café da manhã.



No café da manhã.


E no café da manhã.


Mas só deixou bilhetinhos no café da manhã? Não, não! No espelho do banheiro (esta foto não ficou legal) e no WhatsApp, é claro!



Tá certo que não vou deixar bilhetinhos todos os dias porque acho que perde o efeito da surpresa. E guardo esta técnica para quando a situação fica um pouco mais crítica. Posso dizer que uma semana de bilhetinhos espalhados faz uma diferença enorme na nossa relação. 

Mas fazer elogios frequentes e usar palavras de carinho diariamente é possível, faz bem, não perde a graça nunca. Dá até para deixar um bilhetinho vez ou outra. 

As dicas do livro para usar as "palavras de afirmação" com os adolescentes são:

Elogios - representam o reconhecimento daquilo que o adolescente tem feito.

  • procure reconhecer quando os adolescentes fizerem algo de bom e recompensem com elogio.
  • os elogios precisam ser sinceros. 
  • os elogios devem ser específicos.
Seguindo as orientações do livro, por exemplo: a Sofia só quis tirar a parte dela da mesa e lavar a louça que ela usou. Já fez algo de bom, mesmo podendo fazer melhor. Então resolvi reconhecer isso e elogiar. Mas não adianta eu dizer que ela fez um bom trabalho ao tirar a mesa porque ela não fez isso. Elogiei e agradeci especificamente o que ela fez: "Muito obrigada por tirar a sua parte da mesa. Você fez isso muito bem. Lavou a sua louça bem lavada e guardou no lugar. Me ajudou e eu fiquei feliz.".

O resultado foi ótimo. Ela ficou calminha, sem irritação por ter feito o árduo trabalho de tirar a parte dela na mesa enquanto queria se jogar no sofá para ver o Youtuber preferido do momento. E na próxima refeição ajudou a tirar e mesa toda. 
  • quando não puder elogiar os resultados, elogie as tentativas.
Ela estudou, usou uma técnica de fazer cards com perguntas que viu na série "Stranger Things", mas não foi bem na prova. Elogiei o esforço dela, a responsabilidade, a ideia de buscar novas maneiras de estudar. Me ofereci para ver a prova e avaliarmos juntas a forma como o professor está cobrando o resultado. Isso precisa estar alinhado com a forma de estudo.


  • se o adolescente não gosta de ser elogiado em público, não o faça. 
Palavras de afeição - "Enquanto o elogio se concentra no comportamento positivo do adolescente, a afeição concentra-se no próprio adolescente. É uma maneira de expressar, por meio de palavras, aquilo que o adolescente é como pessoa.".

A melhor e mais forte frase de afeição é "Eu te amo". Sem dúvida! Use e abuse. Só não faça na frente dos outros, caso o nosso adolê se sinta envergonhado. 

Essas palavras de afeição são muitas e podem ser usadas em vários momentos: "Gosto de estar em sua companhia.", "Fico orgulhosa quando penso em você.", "Você é maravilhosa.", "Me sinto privilegiada em ser a sua mãe (ou pai).". 

E podem refletir a personalidade do adolescente também, como: "Você é tão responsável, eu admiro muito isso em você.", "Adoro o seu jeito alegre, ele me deixa alegre também.", "Gosto que você sempre me fala a verdade, fico feliz por você ser tão confiável.", etc. 

Uma dica do autor é usar as palavras de afirmação na frente da família (não dos amigos). Fazer isso quando o núcleo familiar estiver reunido. Segundo Gary Chapman, essas palavras têm um efeito melhor quando ditas na presença dos outros. 

Eu por aqui uso bastante dessas palavras e digo que tem feito um bom efeito sobre as minhas adolescentes a ajudado muito a nadar nas águas turbulentas da adolescência com mais tranquilidade.

Me lembro que na primeira vez que li este capítulo do livro "As Cinco Linguagens do Amor dos Adolescentes", que fala que palavras de afirmação são a primeira linguagem do amor, eu listei em uma folha de caderno as frases para dizer para a Ana Luiza e disse uma por dia. Muitas vezes essas frases, esses sentimentos em relação aos filhos estão na nossa cabeça e no nosso coração, mas na correria do dia a dia acabamos nos esquecendo de dizê-las. A lista foi uma boa maneira de me lembrar de todas elas. 







Você pode me encontrar também
A Autora:
Chris Ferreira

Chris Ferreira

Eu, uma mãe integral mesmo trabalhando em horário comercial, que procura equilibrar os diferentes papéis da mulher com prioridades e alegria.

Acredito que podemos levar a vida a sério, mas de forma divertida e é isto que eu tento mostrar no blog.

Google +

4 comentários:

  1. Adorei o post, a minha ta iniciando a pré adolescência. As dicas são ótimas, vou aplicar por aqui. Tem um post sobre como estudar na prática, neurolinguística, tem um teste e dicas de estudo, quem sabe ajuda? Bj.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claudia, ajuda sim. Qual o link desse post?
      beijos

      Excluir
  2. Adooooooro! Eu tenho esse livro há muitos anos e esse ano eu peguei ele de volta para uma releitura. Coloquei na minha pilha mas não li ainda novamente, confesso. Eu acho importante as palavras de afirmações desde quando eles são bem pequenos. Mas é isso né, cada fase uma fase com suas particularidades. Eu adorei o post é muito mais dos recadinhos. Eu sou dessas de deixar bilhetinhos pela casa. Outro dia mesmo deixei um grudado no espelho pro marido. E o Ben agora lendo é muito legal fazer isso. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabi, este livro é ótimo. Tem o das crianças, dos adolescentes, dos casais. Vários. Eu tenho todos e estou sempre relendo.
      Quando as minhas começaram a ler, eu deixei muitos bilhetinhos para elas. Muito bom! Até deu saudades.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pin It button on image hover
▲ Topo