quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Fazendo o próprio desodorante



Uma amiga da aula de pintura comentou que por questões de alergia ela faz o próprio desodorante em casa. É claro que eu quis a receita. E mais ainda, eu fiz, usei e gostei.


Então vou contar como fiz.

O que utilizei:

- 2 colheres de sopa de óleo;
- 2 colheres de sopa de amido de milho;
- 2 colheres de sopa de bicarbonato (comprei na farmácia);
- 1 pouco de talco de bebê (a receita original não usa talco).

A minha amiga utiliza o óleo de girassol Powersani da Teuto que encontramos em farmácia. Mas eu usei o óleo que tinha em casa, da Granado. Eu preferi usar os produtos para bebê porque o desodorante seria utilizado pelas minhas filhas também. Tá, elas não são mais bebês, mas esses produtos são mais delicados, preparados para as peles ainda sensíveis.



Como eu fiz:

Misturei todos os itens.


Até formar uma massa consistente que desse para fazer uma bola. Tem que estar firme o suficiente para não grudar na mão, mas não pode estar seca no nível de esfarelar.
Para chegar no ponto, às vezes, é necessário ajustar com um pouco de óleo ou um pouco de seco (farinha e bicarbonato). Eu ajustei com um pouco de talco para dar mais cheirinho bom.


Depois foi só colocar em um portinho e usar. Eu ainda enfeitei o pote com fita adesiva para dar um toque mais pessoal.


O desodorante fica pastoso e macio de passar nas axilas. Com o tempo a camada de óleo vai acumulando por cima. Aí é só dar mais uma misturada e pronto.

O resultado é ótimo. Fica cheiroso, não vence, a pele fica macia e seca. Eu estou até achando que clareou mais as minhas axilas.

O bicarbonato é um bactericida poderoso. Como o mau cheiro é proveniente das bactérias, o bicarbonato atua e é por isso que o desodorante caseiro funciona bem.

Além do mais, o bicarbonato não tem o tal do cloridrato de alumínio, que a maioria dos desodorantes industrializados usa, o qual fecha os poros das axilas bloqueando a passagem do suor.

A única questão é que quem tem a pele mais sensível pode sentir alguma irritação por causa do bicarbonato.

Achei a receita uma boa opção para os pré-adolescentes. Gente, é sério! Aquela criança que era tão cheirosinha de repente lança uns cheiros que a gente nem acredita. A culpa disso é do aumento do tal hormônio testosterona. Esse aumento faz com que as glândulas sudoríparas começem a trabalhar em dobro, o que aumenta a transpiração. 

Nessa fase nós ficamos na maior dúvida se pode usar desodorante industrializado, qual o risco, etc. E é difícil encontrar no mercado produtos para a faixa etária da famosa pré. O indicado é sempre optar por produtos hipoalergênicos.

Já fazer o próprio desodorante em casa pode ser uma boa brincadeira para a criança e estímulo para que cuide melhor do famigerado cecê. E ainda dá aquele orgulho de autoria, né?

A Autora:
Chris Ferreira

Chris Ferreira

Eu, uma mãe integral mesmo trabalhando em horário comercial, que procura equilibrar os diferentes papéis da mulher com prioridades e alegria.

Acredito que podemos levar a vida a sério, mas de forma divertida e é isto que eu tento mostrar no blog.

Google +

2 comentários:

  1. Chris,
    Adorei a receita! Muito bom ter um produto sem aquelas quimicas todas que só fazem mal a nossa saúde. E deve ficar um cheiro ótimo, pois vc só usou produtos para bebês. Amei.
    Beijos
    Adriana

    ResponderExcluir
  2. Chris, só estou usando Granado bebê e os sabonetes com pétalas de rosas brancas da perfume e poesia, por causa da minha alergia.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pin It button on image hover
▲ Topo